Noticias, Entrevistas, Informações, Opinião
Tudo sobre o mundo do vinho!

sexta-feira, julho 21, 2017

Santa Julia Reserva Cabernet Sauvignon 2014 - Mendoza - Argentina






Mendoza já começou há algum tempo a identificar o terroir exato onde as uvas foram produzidas, nesse caso, foi no Valle de Uco, talvez o mais badalado de todos.
É elaborado pela Zuccardi e leva o nome Julia, em homenagem a filha de José Alberto Zuccardi, o dono da vinícola.
No nariz o vinho tem boa intensidade aromática com notas de ameixa, cassis e um toque de pimenta.
O vinho passou 10 meses em barricas de carvalho francês, o que dá um leve toque de caramelo.
Na boca tem bom corpo (médio+), bom volume e os taninos com textura aveludada e acidez que traz frescor.
O sabor tem boa intensidade, trazendo de volta as notas sentidas no nariz, com um toque tostado interessante.
Tem boa persistência.
Bom pra tomar agora.
Nota: 89
Preço: 80/90 reais.
Relação qualidade preço: 5/5
Importadora: Ravin - www.ravin.com.br

quinta-feira, julho 20, 2017

O Barato do Dia - Aurora Reserva Tannat 2015 - Serra Gaúcha Brasil






Esse vinho na faixa dos 40 reais é com certeza uma boa opção entre os vinhos tintos do mercado.A variedade Tannat, que é uma uva do sudoeste da França que virou emblema dos vinhos uruguaios também se dá muito bem no Brasil.
Esse passou 10 meses em barricas de carvalho francês e americano.
No nariz tem boa intensidade aromática. Se sente um toque de madeira, mas sem atrapalhar as notas de cassis e um toque defumado.
Na boca é seco, tem bom corpo (médio+), volume, taninos macios (sempre um desafio fazer isso com a tânica tannat), tem boa acidez, bom equilíbrio, nada passando do ponto.
Final persistente.
Nota: 89
Preço: 45 reais.

quarta-feira, julho 19, 2017

Errazuriz Max Reserva Cabernet Suavignon 2015 - Vale do Aconcágua - Chile




Um ótimo Cabernet Sauvignon chileno com um preço que se não é barato, também não é exagerado.
É barato pela qualidade que apresenta.
No nariz tem intensidade aromática média, com notas frutadas (mirtilo, groselha, cassis) e um toque de chocolate e avelã.
Na boca é encorpado, tem os taninos (média intensidade) bem finos com uma textura granulada e agradável.
Tem boa acidez, é um vinho equilibrado, com o álcool comportado, sem se mostrar muito e sabor intenso.
As notas do nariz se repetem na boca, acompanhadas de um toque mineral.
É um vinho que ainda está jovem, deve evoluir muito bem pelos próximos 5, 10 anos.
Passou 12 meses em barricas de carvalho francês (sendo 25% barricas novas).
É persistente, o aroma fica na boca por um bom tempo.
Nota: 92
Preço: 129 reais.
Importadora: www.grandcru.com.br

terça-feira, julho 18, 2017

3 novas AOCs nas C'ôte-du-Rhône






A Côtes-du-Rhône é a segunda região francesa em superfícies de produção demarcadas como Appellations d'Origine Controlée (AOC).
As 3 novas AOCs foram reconhecidas em 2017, para a safra de 2016 e começam a chegar nos pontos de venda agora.
As novatas são: AOC Sainte-cécile, AOC Suze-la-russe e AOC Vaison-la-romaine, que serão as novas Côtes-du-Rhône Villages.
As 3 ficam na chamada Côtes-du-Rhône meridional, região onde predomina a variedade Grenache.
As novas AOCs possuem 11 cooperativas e cerca de 50 produtores individuais, numa superfície total de 480 hectares ocupando 14 comunas.

sexta-feira, julho 14, 2017

Aurora Procedências Brut Pinot Noir - Espumante - Tuyuty - Serra Gaúcha - Brasil




Esse é um dos espumantes que valem muito a pena pela relação qualidade/preço.A Aurora teve um salto de qualidade bastante claro nas últimas safras.
Esse é um espumante que os franceses chamariam de Blanc de Noir.
Ou seja, se utilizam de uma uva tinta (a Pinot Noir) para fazer um espumante branco.
O método é o Charmat, que é a segunda fermentação em tanques de inox.
Tem borbulhas finas e barulhentas.
No nariz notas de morango, pão torrado e um toque cítrico.
Na boca tem boa mousse, é seco, equilibrado, fresco.
A cremosidade se destaca assim como a intensidade de sabor, mostrando complexidade e estrutura.
Consegue o frescor e a fruta ao mesmo tempo que mostra notas do contato do vinho com as leveduras.
Tem boa persistência (o sabor fica na boca por um bom tempo).
Nota: 90
Preço: 55 reais

quinta-feira, julho 13, 2017

Cabernet Franc Miras 2011 - Patagônia - Argentina





O Marcelo Miras é um desses caras badalados da enologia argentina.
Produz vinhos sem pesticidas, herbicidas, sem leveduras comercias (usa leveduras das próprias uvas) e produz poucas garrafas.
Poucas e boas.
Esse é um Cabernet Franc de respeito.
No nariz tem boa intensidade aromática, com as frutas negras saltando da taça, evoluindo para notas de chocolate, especiarias e tabaco.
Na boca é encorpado, untuoso e elegante.
Tem taninos macios, boa acidez e um equilíbrio perfeito.
Nada sobrando e nada faltando.
Um belo vinho, com boa intensidade de sabor com as notas de frutas negras e chocolate e uma boa persistência.
Passou 15 meses em barricas de carvalho francês e americano.
Está bom hoje e deve evoluir pelos próximos 5 anos.
Nota: 93




segunda-feira, julho 10, 2017

A história da Dona Ferreirinha do Douro







Não existe pessoa envolvida com o vinho do Douro que não conheça a história da Dona Antónia Ferreira, a Ferreirinha.


domingo, julho 09, 2017

O barato do dia - Pachon Reserva Pinot Noir - Valle Central - Chile





É um vinho na faixa dos 40 reais.
O produtor informa que as uvas estão plantadas em um solo de cinzas vulcânicas e terra arenosa.
O vinho passa 8 meses em barricas de carvalho francês e americano.
A cor é rubi transparente, bem típica da Pinot Noir.
No nariz o vinho tem boa intensidade aromática com notas de tuti fruti, framboesa, morango e tabaco.
Na boca é seco, corpo médio, não tem muitos taninos (médio), a textura é macia e a acidez é um pouco acima da média, dando frescor ao vinho.
Tem boa intensidade de sabor, mas sem complexidade.
Vinho simples, bem equilibrado, com persistência média e sem perspectiva de evolução. Bom para ser consumido agora.
Sugiro que seja servido por volta dos 15 graus.
Nota: 88 Pontos.
Preço: 35/40 reais (ou menos).
Distribuidor: www.unionbebidas.com.br

sexta-feira, julho 07, 2017

O visual incrível no final da visita na Quinta do Seixo.





O turista termina a visita saindo de uma sala escura diretamente para uma das vistas mais incríveis do Douro.



quinta-feira, julho 06, 2017

Na Quinta do Seixo os robôs pisam as uvas.






É cada dia mais comum no Douro, os vinhos do Porto Vintage, que muitas vezes são pisados por pessoas, serem produzidos com uvas esmagadas com robôs, que imitam os pés humanos.



quarta-feira, julho 05, 2017

Quinta do Seixo - Parte 5 - Garrafeira e dicas de temperatura e guarda





O turista que visita a Quinta do Seixo, além das informações sobre história, vinificação e fermentação, ainda recebe dicas sobre guarda e armazenamento dos vinhos.



terça-feira, julho 04, 2017

A região e o terroir do Douro.





Na visita turística da Quinta do Seixo, o visitante também aprende sobre o terroir do Douro.


segunda-feira, julho 03, 2017

Sabe o que é um Marco Pombalino? Na Quinta do Seixo tem um.






O turista que visita a Quinta do Seixo, tem uma visita guiada que mostra o Marco Pombalino e antigos equipamentos para vinificação.


sexta-feira, junho 30, 2017

Quinta do Seixo - Centro de Enoturismo





No centro de enoturismo da Quinta do Seixo, onde se produz o Porto Sandeman, se o turista chega no dia da colheita acompanha o processo de recepção, pisa, ou qualquer atividade real que acontecer no dia, sem teatro.
No trecho escolhido pra hoje, vamos saber sobre a recepção das uvas e alguns números da Sandeman.


quinta-feira, junho 29, 2017

Visitei a Quinta do Seixo, onde se produz o Porto Sandeman, no Douro





No meio da paisagem exuberante do Douro, está a Quinta do Seixo, onde se produz o Porto Sandeman.
Mostro hoje a primeira parte da reportagem.


quarta-feira, junho 28, 2017

Como funciona o processo de aprovação de um Porto Vintage?






Não basta ser vinho do Porto, não basta ser produzido na região demarcada, não basta ser bom. Para engarrafar um vinho do Porto Vintage, é preciso ter qualidade comprovada pela própria vinícola e pelo Instituto dos Vinhos do Douro e Porto.
Quem explica é o enólogo David Miranda, da Casa Ferreirinha.



terça-feira, junho 27, 2017

Os tipos de vinho do Porto





Ontem mostramos a explicação sobre os Portos Vintage e o LBV, hoje, direto da Casa do Porto Ferreira, vamos saber sobre os outros estilos de Porto.


 

segunda-feira, junho 26, 2017

Sabe a diferença entre os Vinhos do Porto Vintage e LBV?





Branco, Rosé, Ruby, Tawny, Vintage, Colheita, LBV...
São tantos estilos de vinhos do porto, que o consumidor pode se atrapalhar na hora de comprar.
O Vintage e o LBV (Late Bottled Vintage), são elaborados apenas com uvas de uma colheita, sem misturar uvas de anos diferentes.



quarta-feira, junho 21, 2017

Vinho do Porto Ferreira





Visitei as caves do Porto Ferreira em Vila Nova de Gaia. A marca que leva o nome da Dona Ferreirinha, a benemérita do Douro.


 

segunda-feira, junho 19, 2017

Argentina muito+que Malbec - Documentário Completo





Documentário completo, sem cortes.
Assista, compartilhe, aproveite...
Argentina muito+que Malbec:

 

sexta-feira, junho 16, 2017

Global GAP para vinhedos - Regras de respeito ao meio ambiente





Entre várias certificações, a Global GAP certifica práticas de respeito ao meio ambiente. O enólogo da Altavista, Mathieu Grassin mostra as regras logo na entrada dos vinhedos em Mendoza.


 

quinta-feira, junho 15, 2017

Château La Creation 2012 - Pomerol - França




Para quem gosta dos vinhos do Pomerol esse é um vinhaço!
O Pomerol é uma Appelation com menos de 800 hectares de vinhedos plantados na chamada margem direita de Bordeaux, onde a Merlot é a rainha.
Esse tem 64% de Merlot, 34% de Cabernet Franc e 2% de Cabernet Sauvignon.
Os vinhos normalmente são muito elegantes e ao mesmo tempo potentes.
É o caso deste.
No nariz tem boa intensidade aromática, com notas de amora, chocolate, defumado, tabaco...
Na boca é encorpado, com taninos com uma maciez impressionante.
Acidez, álcool, tudo equilibrado.
Sabor intenso, com um toque de madeira muito bem integrado com o vinho.
É persistente e fresco.
Nota: 93

quarta-feira, junho 14, 2017

Douro e Porto - Travel






Um passeio de carro pelo douro e uma caminhada pelas ruas de Vila Nova de Gaia e Porto.


terça-feira, junho 13, 2017

Travel - Vega Sicilia, Tordesilhas, Mirandela (de Carro).





Essa é pra quem está acompanhando a série de reportagens gravadas na Espanha e em Portugal.
Saindo da Bodega Vega Sicilia, fui direto pra Portugal, passando por Tordesilhas e terminando em Mirandela, a terra da Alheira.



segunda-feira, junho 12, 2017

Sucesso da feira Vinho e Sabores de Portugal em Vitória (ES).




A feira Vinho e Sabores de Portugal trouxe vinhos maravilhosos, Queijo da Serra, embutidos, bolinho de bacalhau, azeite... Na reportagem, o produtor do Vinho Verde Arca Nova fala da legislação da Denominação de Origem.
Aquelas borbulhas minúsculas, que chamamos de agulha, fazem parte do perfil dos Vinhos Verdes.




quarta-feira, junho 07, 2017

Vega Siciila - Entrevista com a enóloga - Última Parte (parte 13).






Perguntei para Begoña Jovellar, como é produzir um vinho que é um ícone de um país.
O Único de Vega Sicilia é o maior representante do vinho espanhol.



terça-feira, junho 06, 2017

O vinho que nasceu de um exílio. A Érika Goulart me contou um pouco dessa história.






Um constitucionalista, o exílio, um vinhedo e depois os vinhos.
A Bodega Goulart, em Mendoza, produz vinho argentino com história brasileira.


 

segunda-feira, junho 05, 2017

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | hospedagem ilimitada gratis