Noticias, Entrevistas, Informações, Opinião
Tudo sobre o mundo do vinho!

segunda-feira, abril 23, 2018

Novidade da Miolo! Touriga Nacional Single Vineyard.





Conversei com o Adriano Miolo sobre o novo Touriga Nacional Single Vineyard, que já estreou fazendo sucesso no Descorchados.
Em breve o vinho chega ao mercado.





Provei o vinho e encontrei toda a tipicidade da Touriga Nacional.
No nariz as notas de violeta, cereja, ameixa...
Na boca é encorpado, tem ótima acidez, taninos bem vivos com textura macia e granulada e boa persistência.
Vinho bem jovem ainda.
Nota: 90

sexta-feira, abril 20, 2018

Felipe Toso fala sobre o Valle de Itata e as vinhas centenárias de Cinsault







Felipe Toso é um dos grandes enólogos do Chile. Conhece os terroirs do país como poucos, elabora vinhos desde o Deserto do Atacama (Valle de Elqui, no extremo norte vitícola) até o Vale do Itata, no sul.
No Itata se destacam as vinhas velhas de pequenos produtores que historicamente vendem suas uvas ou produzem vinhos locais, com pouca ou nenhuma tecnologia.
Felipe me mostrou o Queulat Cinsault e falou sobre a região.



quinta-feira, abril 19, 2018

Felipe Müller fala sobre os solos calcários do Talinay






Conversei com o enólogo Felipe Müller sobre o raro solo calcário de onde saem as uvas do vinho Talinay.



quarta-feira, abril 18, 2018

O enólogo Matias Rios é o cara da Cono Sur. Ele falou sobre o Ocio.







Conversei com o Matias Rios, da Viña Cono Sur.
Uma vinícola que além de ser pioneira, é especializada em Pinot Noir, no Chile.
Ele mostrou o ícone, Ocio.



terça-feira, abril 17, 2018

Encontrei a família Geisse no Descorchados






Mario Geisse tinha alguns de seus vinhos no Guia. Produzidos no Chile ou na Serra Gaúcha, Mario sempre elabora vinhos de alta qualidade.
Antes de começar o Descorchados, encontrei a família reunida.
Mário, Rodrigo e Daniel.



segunda-feira, abril 16, 2018

Dia 19 tem Feira Malbec Day em São Paulo.






O dia mundial do Malbec é amanhã, dia 17, mas a feira do Malbec Day na capital paulista acontece na quinta, dia 19.
É uma excelente oportunidade para provar malbecs, comparar, aprender, descobrir as diferenças e principalmente curtir.
A feira acontece das 18:30 às 22 horas na Casa Traffô, na Rua Gomes de Carvalho, 560 - Vila Olímpia - São Paulo.
Os ingressos custam apenas 50 reais e o visitante pode provar vários vinhos de produtores como Alfredo Roca, Andeluna, Bressia, Bodega Atamisque, Salentein, Estancia Mendoza, Familia Cassone, Finca Las Moras, Kaiken, Rutini, Mi Terruño, Monteviejo, Pulenta Estate, Susana Balbo, Lagarde e Altos Las Hormigas, Nieto Senetiner.
Vale muito a pena!
Os ingressos estão à venda no Foodpass: https://www.foodpass.com.br/evento/malbec-day

sexta-feira, abril 13, 2018

Didu Russo apresenta rota por vinícolas naturebas para o turisra que vai ao Chile.



                                          Foto: Walter Tommasi (http://wtommasi.blogspot.com.br/)


Visitar vinícolas naturebas indicadas por um dos maiores especialistas no assunto é uma ideia que só pode ser um sucesso.
Sempre quando alguém viaja pensando em turismo de vinhos, fica aquela dúvida em relação a qual produtor visitar.
Pior ainda quando o turista quer escolher pequenos produtores e produtores focados na agricultura orgânica ou biodinâmica.
O Didu é um cara que mergulhou nesse assunto e é um apaixonado por vinhos orgânicos e naturais.
Ninguém melhor que ele para criar uma rota de visita a produtores de 3 vales chilenos.
Ele mesmo vai contar os detalhes.



quinta-feira, abril 12, 2018

Hoje tem Descorchados no Rio de Janeiro. O Patricio Tapia falou comigo na feira de São Paulo





Hoje tem Descorchados, no terraço do Village Mall, na Barra da Tijuca.
É a primeira vez que a feira vai para a Cidade Maravilhosa.
A feira começa as 18 e vai até as nove e meia da noite.
No lançamento de São Paulo, eu conversei com o Patricio Tapia.



quarta-feira, abril 11, 2018

O Descorchados 2018 é um sucesso. Conversei com o Christian Burgos, editor do guia.






O editor do Guia Descorchados, Christian Burgos, falou sobre o Guia 2018 e sobre a parceria com o jornalista Patricio Tapia.


segunda-feira, abril 09, 2018

Com a palavra Caetano Sobrinho, o chef do Caê, de BH.





No mês passado eu escrevi sobre o Caê Restaurante e Bar, de Belo Horizonte (http://www.papodevinho.com/2018/03/cae-restaurante-e-bar-o-melhor-de-bh.html).



Voltei para bater um papo com o chef.
Provei a burrata artesanal, uma língua deliciosa e uma garrafa de vinho branco do Loire.
É um tipo de bar e restaurante que é capaz de agradar todos os paladares.
Tudo muito bem feito, com ingredientes frescos e técnica aplicada com perfeição.
Tudo isso fica bem explicado depois de uma boa conversa com o Caetano.
Assista:







sexta-feira, abril 06, 2018

Espumante do Loire Paul Louis, é novidade no mercado brasileiro.





Um novo espumante do Loire passa a ser vendido no mercado brasileiro a menos de 100 reais. É o Paul Louis, elaborado pelo método tradicional.


segunda-feira, abril 02, 2018

Documentário completo - Alsace Naturel





Fui incapaz de cortar algumas entrevistas mais longas. Depoimentos incríveis. Uma boa visão do turismo e do vinho da Alsácia.



 

quinta-feira, março 29, 2018

Morcegos são alternativa contra mariposas dos vinhedos






Quem garante isso é a LPO, uma associação francesa que faz pesquisas e ações a favor do meio ambiente.
O Conselho Interprofissional de vinhos de Bordeaux, encomendou o estudo e a LPO colocou aparelhos de ultrassom para gravar a atividade dos morcegos em 23 parcelas onde haviam mariposas e larvas (foto) que comem as uvas.





Os registros mostraram que os morcegos aparecem rápido e aumentam a atividade conforme a quantidade de "comida".
Normalmente os produtores usavam inseticidas ou uma cápsula de confusão sexual que afastava os insetos das uvas.
A novidade é que a própria cadeia alimentar se encarrega de resolver o problema sem nenhum tipo de produto químico ou industrial.

Mais detalhes do estudo no site da LPO: http://lpoaquitaine.org/index.php/2013-02-14-09-31-28/2662-les-chauves-souris-une-alternative-aux-pesticides-dans-les-vignes

terça-feira, março 27, 2018

Descorchados 2018 terá lançamento no Rio e em São Paulo





O Paulistano já sabe que a melhor oportunidade do ano para provar grandes vinhos da América do Sul é no Descorchados.
A feira de lançamento do principal guia de vinhos sulamericanos dessa vez chega ao Rio de Janeiro.
O Guia pontua mais de 3000 vinhos de 155 vinícolas argentinas, 190 chilenas, 30 uruguaias e 16 brasileiras.
O criador do guia e responsável pelas pontuações é o jornalista chileno Patricio Tapia.
Na equipe de degustadores, está o brasileiro Eduardo Milan, que é editor de vinhos da Revista Adega.
Para a feira de São Paulo, mais de 100 produtores confirmaram presença.
No Rio de Janeiro, por ser a primeira edição, a feira é menor, mas não menos importante.
O Guia e os ingressos podem ser comprados na loja on line http://loja.sabor.club/
Em São Paulo o lançamento acontece no próximo dia 10, no Villaggio JK na Rua Funchal, 500 das 18:30 às 21:30.
No Rio de Janeiro, a feira acontece no dia 12, no terraçdo do Village Mall, na Barra da Tijuca, das 18 às 21:30.

segunda-feira, março 26, 2018

El Capricho Tannat Reserve 2015 - Durazno - Uruguay






Mais um vinho muito bom que provei na semana que passei visitando vinícolas no Uruguai, em Outubro de 2017.
Vinho elaborado com a variedade Tannat, 70% do vinho passou 1 ano em barricas francesas e americanas de primeiro e segundo uso.
Sempre que a barrica for nova, a chance de passar mais aromas ao vinho é maior, nesse caso, o resultado foi muito bom, com as notas de chocolate e baunilha, entrando sem dominar os aromas de amora e mirtilo, deixando o vinho frutado, mas com aquele algo mais trazidos pela madeira.
Na boca o vinho é seco, encorpado, tem os taninos firmes, mas não secantes. A textura é bastante macia e tem a ajuda de uma boa acidez, que dá frescor e faz a boca salivar.
O álcool fica quietinho sem atrapalhar e o sabor é intenso, repetindo os aromas sentidos no nariz.
Vinho equilibrado e longo.
Muito bom vinho, deve envelhecer bem.
Nota: 91

sexta-feira, março 16, 2018

Harmonizar vinhos com bons momentos é especialidade de uma rede de Lojas em Paris





As lojas Nysa, de Paris, vendem vinhos e outras bebidas ajudando o consumidor a harmonizar com comida ou momentos especiais.
Tem o vinho para um encontro, para o futebol, para os apaixonados, para queijo, para cordeiro...
Assista o vídeo:



segunda-feira, março 12, 2018

Vinho azul de Chardonnay






A Bodega Santa Marguerita, de Albacete, gosta de fazer vinhos azuis.
Eles produzem, um Chardonnay, um frisante e um espumante brut.
O Antonio, que é sommelier de uma loja em Madrid, me explicou que a cor azul vem da própria uva.


quarta-feira, março 07, 2018

Dardanelli Constante Tannat Gran Reserva 2012 - Las Violetas, Canelones - Uruguay





Não conhecia os vinhos da Familia Dardanelli.
Conheci mesmo na viagem que fiz ao Uruguay para uma série de reportagens.
Uma boa surpresa.
O vinho passou 1 ano em barricas novas de carvalho francês e americano.
No nariz as notas de Framboesa, cereja, amora, especiarias, estão bem integradas com a madeira, que aparece de forma sutil.
Não boca é um vinho encorpado, potente, mas com taninos muito macios, com textura aveludada.
Boa acidez, equilíbrio e elegância.
O vinho está bom para beber agora, mas ele certamente deve melhorar pelos próximos 5 anos.
Nota: 92 pontos.
www.familiadardanelli.com.uy

terça-feira, março 06, 2018

Château Minuty Prestige Rosé 2016 - Provence - França








Não é um rosé barato e nem podia ser.
Se trata de um grande vinho, da principal região mundial na produção de rosés de alta qualidade.
A vinícola fica pertinho de Saint-Tropez, um dos destinos mais importantes do turismo do sul da França.
O Prestige, é um corte de Grenache, Syrah, Cinsault e Tibouren.
A côr é salmão pálida, com bastante brilho.
No nariz tem boa intensidade aromática, com destaque para as notas de cereja, framboesa e um toque mineral interessante.
Na boca é seco, tem excelente acidez, com um frescor delicioso.
É um vinho muito elegante, equilibrado, com muito frescor e um final persistente.
Nada fora do lugar.
Vinho para beber jovem, como todos os rosés.
Nota: 91
Preço: 200 reais.
Importador: https://www.premiumdrinks.com.br/produtos

segunda-feira, março 05, 2018

Um papo sobre Provence com o dono do Château Minuty






O Château Minuty é o rosé mais vendido na europa e um dos mais vendidos no mundo, com presença em 100 países.
No Brasil os vinhos são importados pela Premium Drinks.
Na entrevista, o François Matton me falou do terroir da Provence, das harmonizações com o rosé e da concorrência do vinho criado por Brad Pitt e Angelina Jolie.
Logo no início ele explicou porque o Rosé da Provence é considerado o melhor do mundo.



sexta-feira, março 02, 2018

Caê Restaurante e Bar - O Melhor de BH...






Quando a gente conhece bem uma cidade, a gente pensa que conhecemos o melhor que ela pode oferecer.
Tá certo que o Caê tem só alguns meses, mas não me perdoo...
Gosto de chegar cedo para evitar as filas. Quase que não deu certo. Cheguei antes da 19:30 e sobravam poucas mesas.
Desde o primeiro atendimento, bem informal e gentil, percebi que estava entrando terreno mineiro autêntico.
Qual outro lugar do Brasil o garçom te trata como se fosse um amigo respeitoso, de longa data.
Eu acho que cometo sempre a indelicadeza de levar meu próprio vinho e não me importo de pagar a rolha, mas acho indelicado. Mas faço.
Meu novo amigo minha garrafa de 10 anos com respeito, serviu, provou, curtiu, compartilhou com os amigos...




Quando a Bochecha de Porco com farofa crocante chegou, eu imediatamente lembrei do *Fialho, lembrei de restaurante em **Arroches, que nem me lembro o nome, e lembrei das ***Carrilleras Madrileñas de cerdo ibérico, que os turistas analfabetos gastronômicos torcem o nariz e eu sou capaz de brigar por uma garfada.
O Caetano não é brincadeira.
A textura da carne, assada em baixa temperatura, a cebola, a farofa, o vinho que levei de casa...
Podia ter parado por aí.
Não parei.





O Arroz com Cordeiro, lentilha e cebola crocante me deu uma lição: Quando o primeiro prato for perfeito, vá para o segundo.
O cordeiro tinha a textura macia, o arroz não era o de risoto, era muito melhor. Longo, cozimento no ponto, saboroso e leve.
Fosse um risoto não aguentaria.
Provei também uma panturrilha de porco dos deuses.




O vinho que já tinha 10 anos e era o melhor Cabernet Franc do Chile, já tinha sido esquecido.
O Franco 2008, da Viña Maquis estava impecável, excelente, mas nada sobrevive a tal prova.




Comi um doce, paguei a conta e pedi pra chamar o Caetano.
Ele tem cara de chef, roupa de chef, mãos mágicas e alma mineira.
Marquei de gravar com ele em Abril. Não ando com câmera a tira colo.
Ganhei o dia.




Achei o melhor restaurante de BH.
Simples, sofisticado, sabor 100%.
"Deixa eu cantar que é pro mundo ficar odara
Pra ficar tudo joia rara
Qualquer coisa que se sonhara
Canto e danço que dará."

*Fialho é um restaurante em Évora (Alentejo) que é considerado um dos melhores de Portugal.
**Arronches é uma cidade alentejana, onde as bohechas de porco preto, são especialidade máxima.
***A Carrillera é um prato de Bochechas de Porco Ibérico servido pelos 4 cantos de madrid.

Caê Restaurante e Bar - Rua Outono 314Belo Horizonte - fone: 31 25282244 - melhor reservar.

quinta-feira, março 01, 2018

O terroir e o caminho natural da Quinta dos Murças






O José Luiz Moreira é desses caras que sabe muito bem o que dizer. Também não é do tipo que foge das perguntas e nem se preocupa em responder um simples: "não sei...""
Ele sabe muito.
Sua cabeça inquieta passeia entre o orgânico, o biodinâmico, a microbiologia, as leveduras indígenas, os solos, o clima, o vento...
Direto nas respostas como seus vinhos.
Vinhos que dispensam a madeira e dispensam qualquer tipo de moda ou tendência.
Assista a entrevista:


quarta-feira, fevereiro 28, 2018

O vinho português mais vendido no Brasil, por João Roquette





Importar um vinho que a própria família produz, pode ser um dos motivos principais para dominar o mercado brasileiro. João Roquette,falou sobre o grande número de brasileiros que está indo viver em Portugal, sobre a ligação da família com o Brasil e sobre o vinho português mais vendido no país.


terça-feira, fevereiro 27, 2018

Enoturismo no Uruguai




Encerrando a série de reportagens que gravei no Uruguai, um clip.
Quem gostar compartilha, segue no Youtube, faz barulho...


segunda-feira, fevereiro 26, 2018

Os vinhos da Garzón mostram um Uruguai versátil






O Uruguai ainda está bastante relacionado com a Tannat.
Basta alguém falar que provou um vinho uruguaio para pensarmos nela.
Em 1 semana no país, provando cerca de 200 vinhos, vi que o país produz vinhos maravilhosos com outras variedades.
Posso dar como exemplo os vinhos de Pinot Noir, Cabernet Franc e Albariño.






O Albariño Single Vineyard 2013 é um vinho branco com 5 anos, mas isso não aparece na taça.
No nariz a intensidade aromática é média, mas com alguns segundos na taça aparecem notas de flor de laranjeira, limão siciliano, manteiga e um toque mineral, que lembra pedra de isqueiro.
Na boca é untuoso, encorpado, tem boa intensidade de sabor e acidez refrescante.
É longo.
Um super vinho!
Nota: 91






O Rosé de Pinot Noir 2017 poderia estar às cegas com os grandes rosés do mundo e eu ainda não provei no novo mundo um rosé melhor do que esse.
A cor é salmão e mostra uma mudança de rumos da vinícola. O Rosé de 2016 era mais intenso e menos interessante do que esse.
No nariz framboesa, morango, especiarias e flores.
Na boca é cremoso, tem corpo, acidez e taninos na medida certa.
Final longo e refrescante.
Nota: 91




O Pinot Noir Single Vineyard 2016 é uma delícia.
Passou cerca de um ano em tanques de carvalho.
No nariz cereja, framboesa, morango, couro e especiarias.
Na boca tem corpo médio, acidez acima da média, taninos granulados com textura macia.
Elegante, equilibrado, longo.
Vinho bastante jovem ainda. Deve ficar melhor com o tempo.
Nota: 91





O Cabernet Franc Reserva 2016  passou 12 meses em barrica.
Não é daqueles vinhos que logo de cara enchem o nariz de aromas, mas eles estão lá.
Amora, tabaco, pimentão, cacau...
Na boca é encorpado, tem muitos e bons taninos, que não secam a boca e fazem boa parceria com a acidez, que pelo contrário, enchem a boca de saliva e frescor.
O sabor é intenso, repetindo as notas sentidas no nariz e com um toque de chocolate no final.
É longo e super elegante.
Nota: 92
A importadora dos vinhos da Garzón é a World Wine: http://busca.worldwine.com.br/?caracteristica=pa%C3%ADs|uruguai&ist=1 

sexta-feira, fevereiro 23, 2018

A Incrível Bodega Garzón - parte 3/3 - Uruguay




Na Bodega Garzón, a 50 quilômetros de José Ignácio (Uruguai), dinheiro nunca foi problema.
A bodega é a mais tecnológica do país. Barricas, computadores, equipamentos de última geração...


quinta-feira, fevereiro 22, 2018

A milionária Bodega Garzón - vinhedos, Albariño e terroir - Parte 2/3 - Uruguay





Um projeto milionário que nasceu do zero.
Não havia nenhuma vinha no local quando Alberto Antonini (foto2) chegou, contratado pelo bilionário argentino Alejandro Bulgheroni.





Bulgheroni (foto3) ficou bilionário com o petróleo, mas é um amante do vinho e tem bodegas na Califórnia, Mendoza, Bordeaux, Austrália e toscana.



A Garzón tem vinhedos maravilhosos e toda a tecnologia e dinheiro que for necessário para produzir grandes vinhos.


quarta-feira, fevereiro 21, 2018

A Bodega Garzón tem uma cozinha comandada por Francis Malmann - Enoturismo - Uruguay





Quem pensa em ir ao Uruguay e fazer enoturismo, não deve deixar de fora a Bodega Garzón.
É um projeto milionário, o mais incrível do Uruguai.
A cozinha foi projetada e os pratos criados pelo grande Francis Malmann.


terça-feira, fevereiro 20, 2018

Os vinhos que mais gostei da Alto de la Ballena _ Uruguay





É incrível a qualidade dos vinhos da Bodega Alto de la Ballena (na foto o Álvaro Lorenzo, um dos donos da bodega).
Todos os vinhos provados estavam num nível muito alto.



O Alto de la Ballena Viognier 2016 já é interessante antes de provar.
A Viognier é a uva dos vinhos da AOC Condrieu, no Rhône.
Não é tão comum fora do seu terroir.
Aqui no Alto de la Ballena se transformou num vinho que guarda bem suas características.
Notas de damasco, frutas cítricas, floral...
Na boca é cremoso, tem boa acidez, sabor intenso de frutas cítricas, corpo um pouco acima da média talvez pelo tempo que passou em contato com as leveduras (5 meses).
Excelente equilíbrio.
O final é longo e aparece um sabor de chá de camomila.
Nota: 90
Importador: www.winebrands.com.br



O Merlot Reserva 2012 é um super vinho.
No nariz tem boa intensidade aromática com as notas de amora e mirtilo aparecendo primeiro, mostrando que apesar dos 6 anos de vida o vinho ainda está jovem.
Alcaçuz e chocolate completam a festa...
Na boca é encorpado, taninos super macios, boa acidez e equilíbrio.
É um vinho elegante, intenso e longo.
Suculento.
Nota: 92
Importador: www.winebrands.com.br




O Cetus Cuvée 2011 (ainda não tinha o rótulo) é daqueles vinhos que podem ser colocados às cegas em qualquer degustação .
Elaborado com Cabernet Franc (55%), Merlot (40%) e Syrah (5%).
Passou 22 meses em barricas novas de carvalho francês, mas a madeira não dominou o vinho.
A integração é perfeita.
No nariz as frutas vermelhas e negras aparecem primeiro. Uma virada de taça é suficiente para provocar as notas de chocolate, tabaco, caixa de charuto...
Na boca é encorpado e muito bem equilibrado.
Taninos aveludados, acidez trazendo frescor, sabor intenso lembrando frutas negras e cacau e um longo final.
Super vinho!
Nota: 93
Importador: www.winebrands.com.br

segunda-feira, fevereiro 19, 2018

Os vinhedos maravilhosos da Alto La Ballena - Maldonado - Uruguay






Perto de Punta del Este, no alto de um morro, estão os vinhedos da Bodega Alto de la Ballena.
A Paula Pivel mostrou seus vinhedos e falou do terroir da Sierra de la Ballena.


 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | hospedagem ilimitada gratis