Papo de Vinho
Noticias, Entrevistas, Informações, Opinião
Tudo sobre o mundo do vinho!

segunda-feira, abril 12, 2021

As 5 melhores vinícolas para visitar.

 


Quem é apaixonado por vinhos quase sempre procura um destino que tenha pelo menos uma vinícola por perto.

Andar pelos vinhedos, provar os vinhos, harmonizar com a comida, contemplar paisagens inesquecíveis.

Eu selecionei 5 lugares fantásticos que certamente são capazes de encantar qualquer turista.

Na lista tem uma vinícola argentina, uma chilena, uma uruguaia, uma portuguesa e uma francesa.




segunda-feira, abril 05, 2021

Visitei a Casa Verrone e os vinhedos do melhor vinho de inverno do Brasil.

 


A dupla poda, técnica que permite o cultivo das videiras com colheita no inverno, tem feito o mapa vinícola do Brasil crescer a cada ano.

Entre esses "vinhos de inverno", alguns já atingiram grandes pontuações, ganharam medalhas em provas importantes e conquistam cada dia mais espaço na preferência dos consumidores.





O Casa Verrone Gran Speciale Cabernet Sauvignon/Franc foi o melhor que provei até hoje.

Um vinho encorpado, com muita concentração, taninos macios, boa acidez e persistência.

Visitei os vinhedos que ficam em Itobi, perto de São José do Rio Pardo e conversei com o Márcio Verrone.

Assista o vídeo.






segunda-feira, março 29, 2021

História do Vinho - Parte 6 - A Filoxera


 


No sexto e último episódio da série sobre a história do vinho, falo sobre a praga da filoxera.




segunda-feira, março 22, 2021

História do Vinho - Parte 5 - A Idade Média e os Monges

 



No quinto episódio da História do Vinho, o assunto é a Idade Média e a contribuição dos monges no desenvolvimento da bebida.





segunda-feira, março 15, 2021

História do Vinho - Parte 4 - Os Romanos




Na quarta parte da série história do vinho, falo sobre a contribuição dos romanos no desenvolvimento da bebida.




terça-feira, março 09, 2021

Morre Steven Spurrier, o pai do Julgamento de Paris.


O inglês, Steven Spurrier morreu pouco antes de completar 80 anos, ele foi uma das figuras mais famosas e respeitadas do mundo do vinho.

Era comerciante, educador, escritor, degustador e, mais recentemente, enólogo, depois que resolveu plantar um vinhedo nas terras  de sua esposa em Dorset's Bride Valley para produzir espumantes na inglaterra. É um projeto que ele descreveu como “o último lance dos dados de vinho Spurrier”.

Spurrier foi o responsável por levar o vinho californiano para o mundo depois de idealizar "O Julgamento de Paris" em 1976.

Foi uma degustação às cegas que colocou frente a frente os vinhos de Bordeaux e de Napa Valley.

Spurrier morreu em casa, em Bride Valley, rodeado pela família.

A causa da morte ainda não foi divulgada. 

segunda-feira, março 08, 2021

História do Vinho - Parte 3 - Os Gregos

 


No terceiro episódio da história do vinho, eu falo da contribuição dos gregos no desenvolvimento da bebida.




segunda-feira, março 01, 2021

Na segunda parte da história do vinho, falo sobre os egípcios e os fenícios.


Os egípcios eram organizados e os fenícios eram comerciantes.

A história do vinho é tão fascinante quanto a própria bebida.



segunda-feira, fevereiro 22, 2021

A história do vinho é destaque no youtube

 


A história do vinho é cheia de fatos curiosos. 

Lenda, mitologia, curiosidades, arqueologia e suposições.

A bebida é tão antiga que só os arqueólogos são capazes de juntar as peças desse grande quebra-cabeça.

Eu vou falar dessa história no meu canal do youtube.

Em capítulos.

Segue o primeiro:




segunda-feira, fevereiro 15, 2021

Cervejaria de 5000 anos é descoberta no Egito



Arqueólogos descobriram a cervejaria de larga escala mais antiga de que se tem notícia, em Abidos, um antigo cemitério no deserto oeste do Rio Nilo, cerca de 450 quilômetros do Cairo.

A cervejaria tinha capacidade de produzir 22 mil e 400 litros ao mesmo tempo e provavelmente é da mesma época do rei Narmer, reconhecido por unificar o Alto e o Baixo Egito e por ter sido o primeiro faraó de uma dinastia de durou 3 mil anos.

Os arqueólogos encontraram 8 unidades de produção, cada uma com 20 metros de comprimento e 1,5 metro de largura.



Cada unidade tem 40 potes de cerâmica em duas fileiras.

Os potes eram usados para aquecer a mistura de grãos na produção da cerveja.

A missão conjunta foi copresidida por Matthew Adams, do Instituto de Belas Artes da Universidade de Nova York e Deborah Vischak, professora assistente de arqueologia e história da arte do antigo Egito da Universidade de Princeton.


quinta-feira, fevereiro 11, 2021

Marques de Casa Concha Cabernet Sauvignon 2017 - Chile



O Marques de Casa Concha é um dos grandes vinhos da Concha y Toro, que produz vinhos em várias faixas de preço e sempre com qualidade de acordo com o valor ou melhor que o valor.

Os vinhedos estão no Valle de Maipo, uma referência para a Cabernet Sauvignon.

Esse vinho apresenta notas de frutadas de cassis, cereja... E também um toque de eucalipto e goiabada.

Na boca é encorpado, tem taninos firmes, mas com boa textura.

É equilibrado, a acidez e o sabor frutado dá frescor e mostra que é um vinho ainda bastante jovem, que deve apresentar as notas de evolução nos próximos 10 anos.

O sabor fica na boca por um bom tempo, mostrando que é um vinho persistente e de boa qualidade.

Nota: 90

Preço médio: 130 reais.

quarta-feira, fevereiro 03, 2021

Mas de Daumas Gassac 2000 - O Grand Cru do Languedoc



Esse é o grande vinho do Languedoc. Vinho orgânico, um blend incrível que só lendo a ficha técnica para acreditar: 

GRAPE VARIETIES:

– 69.5% Cabernet Sauvignon.
– 12.4% Merlot.
– 7.4% Syrah.
– 4% Malbec.
– 3% Cabernet Franc.
– 1.4% Pinot noir.
– 1.3% Tannat.
– 1% rare grape varieties: Nebbiolo, Barbera, Dolcetto,Armigne, Arenie, Bastardo, Saperavie, Tchkaveri, Montepulciano, Areni Noir, Tchekavesi and Baga.

Esse é da safra 2000, tem notas cereja, cassis, cogumelos, frutas secas, trufa e carne defumada.

Na boca tem corpo entre o médio e o encorpado, taninos ainda bem presentes, mas com textura macia.

O sabor repete o nariz, acrescentando um toque de chocolate amargo.

Boa acidez e muita persistência.

Nota: 95

Preço: 704 reais (safra 2008).

Importadora: https://www.mistral.com.br/p/vinho/daumas-de-gassac-rouge-2011-mas-de-daumas-gassac

Visitei o Mas de Daumas Gassac em 2016 e gravei uma série de vídeos. 

Quem ainda não viu, vale a pena:







quinta-feira, janeiro 28, 2021

Hotel de Caxias do Sul coloca o hóspede para fazer vinho na Serra Gaúcha.

 


O Blue Tree Towers de Caxias do Sul criou o projeto: Venha fazer o seu vinho com arte.

Na prática, o hospede pode colher, degustar e ajudar a esmagar as uvas.

Guias especializados vão levar os turistas para os principais pontos turísticos da cidade, com paradas na Igreja de São Pelegrino, Casa de Pedra e Parque da Festa da Uva, além de um almoço na Cantina Tonet com direito a cardápio italiano e vinho colonial.

O valor do passeio é de 180 reais e acontece até o dia 7 de Março.

O passeio pode ser comprado na recepção do Hotel, que fica na Rua Pinheiro Machado, 2867 - Caxias do Sul  reservas.caxias@bluetree.com.br



sexta-feira, janeiro 22, 2021

Sanduba gigante no aniversário de Sampa vai para pessoas carentes

 





A Ceratti e o Mercadão de São Paulo vão fazer um sanduíche de mortadela gigante que será doado para instituições que cuidam de pessoas carentes da cidade.

São Paulo e o Mercadão, fazem aniversário no mesmo dia, 25 de janeiro, na próxima segunda.

No caso da cidade, são 467 velinhas, portanto 467 metros de sanduíche.

Para um sanduba dessa categoria, serão usados 780 quilos de Mortadela e 260 quilos de queijo prato.

O lanche será montado com a mensagem: SP 467 e será distribuído para instituições que irão retirar no local.

A Ceratti tem 89 anos e é responsável pelo ingrediente principal do famoso sanduíche de mortadela paulistano.

quinta-feira, janeiro 21, 2021

Wine and Bike Vinícola Góes




A Vinícola Góes, de São Roque, é um dos principais destinos de enoturismo do Brasil.

Os motivos para esse sucesso são muitos. 

A qualidade dos vinhos, que atendem os consumidores de vinhos meio secos e também os consumidores mais exigentes que gostam de vinhos com variedades viníferas. 

Pode ser pela proximidade com São Paulo e pela beleza e atrações da estrada do vinho.

E provavelmente também pela criatividade das atrações criadas pela vinícola. 

Essa que une o vinho e a bicicleta eu não conhecia.

A pedalada vai acontecer todos os domingos até o dia 21 de fevereiro.



O ponto de encontro dos ciclistas é na sede da Góes, que fica na Estrada do Vinho Km9, às 8:30 da manhã. De lá seguem pedalando até a primeira plantação que está em época de colheita, portanto cheia de uvas, criando uma paisagem maravilhosa.



Depois os ciclistas seguem para a segunda plantação, onde são recepcionados com sucos, sandubas, frutas, e claro, vinhos da Góes.

Todo o percurso é acompanhado por guias que contam curiosidades e histórias da vinícola.

O percurso tem 11 km e o passeio inteiro dura 3 horas.

Serviço:

Atividade: Wine and Bike

Local: Vinícola Góes – Estrada do Vinho – KM09

Data: Aos domingos - até 21 de fevereiro

Horário de saída: 08h30 / Horário de chegada: 11h30

Valor: R$ 50,00


terça-feira, janeiro 19, 2021

Terremoto em Mendoza pode prejudicar as colheitas de Pinot Noir e Chardonnay

 


O Epicentro foi ao sul de San Juan e a cerca de 140 quilômetros de Mendoza.

O terremoto foi forte, de 6,4 graus na escala Richter, mas não provocou nenhuma morte.

Algumas estradas sofreram rachaduras, casas mais vulneráveis foram danificadas e algumas pessoas sofreram ferimentos, apenas uma pessoa em estado mais grave.

Hoje algumas colheitas estavam programadas para alguns lotes de Chardonnay e de Pinot Noir, mas os trabalhadores não conseguiram chegar ao trabalho. Com as máximas de temperatura entre 34 e 36 graus, as uvas podem perder o ponto ideal da colheita.

sábado, janeiro 09, 2021

Morreu Antônio Dal Pizzol




 

Antônio Dal Pizzol morreu ontem, as 23 horas, aos 71 anos vítima da Covid 19.

Antônio era sócio da vinícola Dal Pizzol, fundada por ele e pelo irmão Rinaldo.

A vinícola, que fica em Monte Lemos, produz mais de 300 mil garrafas por ano e é uma referência em vinhos de qualidade.



sexta-feira, janeiro 08, 2021

Provei e gostei do "Vinho Vivo" brazuca Vivente 2019



 

O termo vinho vivo é usado por eles mesmos como uma forma de dizer em duas palavras o que o contra rótulo diz em várias: 

Vinificado e engarrafado sem aditivos e sem filtragem. Nada além de uvas fermentadas espontaneamente e leveduras selvagens.



O vinho é 2019, mas pela cor parece ser um vinho mais evoluído, e no nariz também, na boca também.

A cor é típica da Pinot, com pouca intensidade, no caso turvo e um tom que indica alguma evolução (leve atijolado).

No nariz tem notas de framboesa, couro e carne defumada. Lembra um bom Pinot europeu evoluído.

Na boca tem corpo médio, boa acidez, taninos macios e sabor intenso.

O sabor repete os aromas sentidos no nariz, acrescentando um toque salino.

É equilibrado e persistente.

Tem só 9,8% de álcool e não precisa de mais. Seria ótimo que os produtores sempre respeitassem o álcool que as uvas oferecem e não o que o "mercado" pede...

Não adiciona sulfitos.

Muito bom!

Nota: 90

terça-feira, janeiro 05, 2021

Bordeaux testa lona protetora que pode evitar o uso de produtos químicos



 

Bordeaux talvez seja a região que mais luta para encontrar caminhos alternativos para combater as doenças causadas pela umidade sem usar produtos químicos.

Dessa vez um túnel de alt tecnologia, chamado vititunel, promete proteger das chuvas os cachos e as folhas, diminuindo bastante o risco da criação de doenças causadas por fungos.

Quem inventou essa novidade foi o Patrick Delmarre (foto).

Assista o vídeo:


A reportagem completa está no site https://www.vitisphere.com/actualite-93162-Ce-tunnel-met-la-vigne-a-labri-de-80-des-traitements-phytos.htm

terça-feira, dezembro 29, 2020

Chateau Fleur Cardinale 2008 - Saint-Émilion Grand Cru Classé

 


Como se trata de um Bordeaux da margem direita (Saint-Émilion), a Merlot domina o corte, com 70%, Cabernet Franc 20% e Cabernet Sauvignon 10%.

Mesmo sendo um vinho com mais de 10 anos, as frutas ainda aparecem com força.

Amora, mirtilo...

Depois vem um toque de grafite, a madeira bem integrada e por fim um toque terroso e de couro.

Na boca está entre o médio e o encorpado, os taninos são potentes, mas muito macios.

Tem boa acidez e o sabor repete as notas sentidas no nariz, com um toque de chocolate amargo entrando na festa.

É equilibrado, elegante e persistente.

Ainda tem força para evoluir.

Nota: 94


domingo, dezembro 20, 2020

Morreu Darcy Miolo o fundador da Miolo Wine Group



Darcy tinha 79 anos e fundou uma das maiores empresas vinícolas do Brasil. 

Ele era o presidente do conselho de administração da Miolo e há 31 anos, um dos responsáveis pelo sucesso da empresa, que apostou na produção de vinhos de qualidade.

Darci Miolo deixa a esposa Gladis Terezinha Bianchi Miolo e os filhos Adriano, Fábio, Alexandre, Marcos e Cássio. 

O velório está sendo realizado na Capela da Glória na Linha 40 da Leopoldina, no Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves (RS). O sepultamento ocorrerá nesta segunda-feira, 21 de dezembro de 2020, às 16h30min, no Cemitério da cidade.

 



quinta-feira, dezembro 17, 2020

Um Isabel de respeito da Aventura Garage Wine



Você sabe o que é aroma Foxado?

É um aroma terroso, adocicado, que os ingleses associaram ao cheiro do pelo da raposa (por isso o fox) e resolveram chamar de foxado. Esse aroma é normalmente encontrado nos vinhos elaborados com uvas não viníferas. Exemplos: Isabel, Concórdia, Niágara...

O aroma se deve ao composto aromático antranilato de metila, um éster encontrado nas uvas Vitis labrusca, Vitis bourquina, Vitis riparia e Vitis rupestre, mas não é encontrado nas Vitis viniferas.

A história toda é pra contar que esse vinho que provei, produzido na Serra Gaúcha por 4 enólogos jovens e inquietos (conforme explica o rótulo), não tem esses aromas. Tem aromas de uvas viníferas, tem nível de qualidade comparável a qualquer rosé elaborado com viníferas e é de Isabel.

A Isabel é uma das uvas mais usadas na produção de vinhos de garrafão, com aroma foxado e muito açúcar.

O enólogo português António Maçanita, produz nos Açores um vinho chamado Isabella a Proibida (na Europa a vinificação de uvas americanas é proibida) que une qualidade, raridade e sucesso...

Um documentário chamado Vitis Prohibita fala sobre a produção de vinhos de qualidade com não viníferas. 

Um avanço da enologia, que pode colocar mais um punhado de uvas na vida de enófilos.

Enfim vamos ao vinho, que é da safra 2020.

Aventura Garage Wine - Unexpected White Isabel (é um rosé apesar do White, uma brincadeira com o White Zinfandel americano).

No nariz notas de tutti-frutti, destaque para o morango e uma nota floral.

Na boca é seco, tem boa acidez e equilíbrio.

Tem 10% de álcool, e não precisa mais.

A persistência é média.

Boa surpresa!

Nota: 88

Sugiro uma lida no post do meu amigo Didu Russo, com entrevista com a Regina Vanderlinde, presidente da OIV (Organização Internacional da Vinha e do Vinho). 

Ela rebate a tese de que os vinhos elaborados com espécies não viníferas fazem mal a saúde.

https://www.didu.com.br/2020/11/vinho-de-mesa-o-injusticado/#:~:text=Did%C3%BA%3A%20Os%20vinhos%20de%20mesa,%C3%A9%20extra%C3%ADdo%20em%20altos%20n%C3%ADveis.

quarta-feira, dezembro 09, 2020

Terrazas Grand Malbec 2017 - Mendoza





Na minha opinião os vinhos da Terrazas de los Andes estão entre os mais elegantes de Mendoza.

Um estilo francês que começou em 1960 com a abertura pela Moët & Chandon da sua primeira subsidiária fora da França.

Por aí já dá pra saber que o Grand Malbec 2017 é um vinho bem nascido, com escolha de terroir e método de produção.

No nariz amora, mirtilo, ameixa... Frutas frescas, nada de geleia ou maturação exagerada.

Ervas aromáticas, violeta e um toque de chocolate amargo já adiantam o que o vinho pode mostrar na boca.

É na boca que a pegada francesa aparece mais.

Os taninos...

Os grandes vinhos de Bordeaux principalmente, conseguem taninos potentes que não invadem, que não secam a boca, que tomam conta do palato com uma textura fina, deliciosa.

O equilíbrio é notável.

Acidez, álcool, intensidade de sabor, tudo no lugar.

É encorpado e longo.

No final de boca todos os aromas se unem em uma despedida lenta e surpreendente.

Nota: 93



quinta-feira, dezembro 03, 2020

O Lote 43 2018 é muito especial.


 



Semana passada provei uma vertical dos vinhos Lote 43 da Miolo, com a presença do Adriano Miolo e a convite do Sérgio Queiroz e do Marcelo Copello.

Um vinho de 1999, um de 2008 e um de 2018.

O 1999 impressionante por conta da evolução lenta e das condições de produção contadas pelo Adriano Miolo, numa época que ainda não havia um mercado de barricas no Brasil.

Ele contou que precisou usar barricas argentinas recuperadas.

O 2008 está pronto é um bom vinho, mas o que encantou de fato foi o 2018.

Corte de Merlot e Cabernet Sauvignon.

Um vinho vibrante, com notas de amora, mirtilo, um toque de tabaco e ervas aromáticas.

Na boca é encorpado, a fruta é fresca e os taninos firmes e granulados, provocando o que se chama hoje de tensão (as papilas parecem retrair). 

É intenso no sabor e tem excelente acidez. 

É todo equilibrado e refrescate.

Persistente e jovem.

Vinho para guardar e comprar uma caixa, provando uma garrafa por ano.

Nota: 94


terça-feira, dezembro 01, 2020

Provei os biodinâmicos da Viña Koyle



Num dos poucos encontros presenciais dessa inacreditável e longa pandemia, almocei com o Toti Undurraga para provar seus vinhos biodinâmicos.

A familia Undurraga tem 150 anos de história na produção de vinhos no Chile.

A Viña Koyle começou em 2006 e logo se decidiu pela agricultura biodinâmica.

Provei 3 vinhos muito bons.


O Cabernet Sauvignon Koyle Gran Reserva 2017 foi o primeiro da prova.

No nariz notas de groselha, cassis, amora... Também uma nota de pimenta preta e goiabada.

Na boca tem os taninos macios, boa acidez e persistência.

Uma nota de chá acompanha o final de boca, que tem boa persistência.

Nota: 89



O Koyle Royale Carménère 2018 segue a mesma característica de fruta fresca.

Cereja, amora... Também tabaco e baunilha. 

Na boca os taninos são potentes e finos, elegantes.

Tem boa acidez, equilíbrio e no sabor dá pra sentir a madeira com sutileza e na medida certa.

É persistente, delicioso.

Nota: 92



O Auma 2009 fechou a prova.

É o vinho mais importante da vinícola.

Frutas mais maduras, como era comum no ano de produção do vinho.

Amora, violeta, chocolate amargo...

Parece mais jovem do que realmente é.

Na boca é encorpado, tem os taninos muito elegantes, com textura macia e ao mesmo tempo potência.

Tem boa acidez, sabor intenso repetindo as notas sentidas no nariz e acrescentando um toque terroso e de cogumelo.

Excelente persistência.

Nota: 94

Pra terminar, gravei uma entrevista com o Toti Undurraga:




quinta-feira, novembro 19, 2020

Marie Gabi Rosé 2020 - Routhier & Darricarrère - Campanha Gaúcha

 



A Campanha Gaúcha não para de surpreender.

Esse rosé é sem dúvida nenhuma um dos grandes rosés do novo mundo.

Tem aquela cor clara, que lembra um Provence.

Pra quem não sabe, a Provence está para os rosés como Bordeaux está para os tintos.

Esse é elaborado com a Cabernet Sauvignon.

No nariz framboesa, morango, tuti fruti.

Na boca é seco, toque cítrico, notas de frutas vermelhas frescas repetindo o nariz.

É fresco, tem excelente acidez, equilíbrio e persistência.

Um belo rosé!

Nota: 90

Só 8 mil garrafas.

quinta-feira, novembro 12, 2020

Italianos criam composto que bloqueia o míldio sem fazer mal para as plantas e para a saúde


Pesquisadores de Milão conseguem bloquear o fungo causador do míldio sem uso de pesticidas.

A descoberta pode revolucionar a luta contra a doença que ataca vinhedos e outras culturas no mundo todo.

A equipe de cientistas conseguiu inibir a enzima responsável pela formação da parte reprodutiva do fungo causador da doença.

O composto com o nome de NoPv1 (No Plasmopora viticola1), se mostrou eficaz contra disseminação do fungo.

Os testes foram feitos em folhas de Pinot Noir, uma parte inoculadas apenas com o míldio e outra parte com o míldio e com o composto NoPv1.

Depois de 7 dias as folhas que não tinham o novo produto estavam tomadas pela doença e as folhas tratadas com o novo produto estavam intactas.

O mais importante é que a nova descoberta é eficiente contra o míldio e inofensiva aos vegetais, mostrando que o produto é uma alternativa fantástica diante dos produtos fitossanitários que fazem mal para as plantas e para as pessoas.

O produto depois de aplicado não afetou as células das bactérias das plantas, nem as células das leveduras Saccharomyces cerevisiae, nem nos animais e nem nos homens que consumiram as uvas.

O produto foi testado também com o oídio, que é um parasita, mas infelizmente não funcionou.

sábado, outubro 31, 2020

Nem a pandemia parou a Grande Prova Vinhos do Brasil - O resultado mostra evolução dos vinhos brasileiros.


Tive a honra de participar das provas pelo segundo ano consecutivo e pude comprovar a evolução dos vinhos brasileiros, a excelência da organização e o crescimento do número de amostras.

Além da qualidade dos degustadores, percebi a seriedade na avaliação de cada amostra.

Gosto da ideia das degustações às cegas. O resultado mostra uma infinidade de produtores desconhecidos do grande público e que produzem grandes vinhos.



Um belíssimo trabalho do Grupo Baco Multimídia, dos queridos Marcelo Copello e Sérgio Queiroz.

Abaixo os resultados de todas as categorias:


GRANDE PROVA VINHOS DO BRASIL 2020

O maior concurso de vinhos do Brasil chega a seu nono ano com recordes.

Números e curiosidades:

- 1.309 inscrições (2019 foram 1072)

- 144 vinícolas (2019 foram 122)

- Vinhos de 9 estados: RS, SC, PR, SP, MG, ES, PE, BA, GO

- 51 categorias (2019 foram 41)

- 66 campeões (com os empates)

- 86 duplo-ouro (6,5%) (nota mínima 92)

- 366 ouros (nota mínima 90)

- Bag-in-Box: nenhuma medalha

- Sucos: 15 ouros nos brancos e nos tintos 38 duplo-ouro e 7 ouros.




CAMPEõES POR CATEGORIA

1 - Espumante Brut Branco Champenoise

- Brut Tradicional Adolfo Lona – 2015 - Vinhos e Espumantes Adolfo Lona - RS

- Rh Brut – 2014 - Vinícola Rh - PR

 2 - Espumante Brut Branco Charmat

- Brut Charmat Adolfo Lona – 2017 - Vinhos e Espumantes Adolfo Lona – RS

- Excellence Branco – 2008 - Moët Hennessy do Brasil – RS

3 - Espumante Brut Rosé Champenoise

- Irradia – 2020 - Audace wine – RS

4 - Espumante Brut Rosé Charmat

- Ponto Nero Cult Brut Rose – NV - Ponto Nero - RS

- Panizzon Rosé Brut – NV - Vinícola Panizzon – RS

5 - Espumante Demi-Sec Branco Champenoise

- Fausto Demi Sec Branco Tradicional – NV - Pizzato – RS

6 - Espumante Demi-Sec Branco Charmat

- Casa Perini Ice – NV - Casa Perini – RS

7 - Espumante Demi-Sec Rosé (Charmat e Champenoise)

- Passion – NV - Moët Hennessy do Brasil  - RS

8 - Espumante Extra-Brut Branco Champenoise

- Aurora Pinto Bandeira Extra Brut – NV - Cooperativa Vinícola Aurora Ltda – RS

- Rh Extra Brut – 2015 - Vinícola Rh – PR

9 - Espumante Extra-Brut Branco Charmat

- Rio Sol Espumante assinatura – 2016 - Rio Sol – PE

- Sinfonia Blanc De Blancs – 2019 - Vinhedos Do Monte Agudo - SC

10 - Espumante Extra-Brut Rosé (Champenoise e Charmat)

- Victoria Geisse Extra Brut Vintage Rose – 2019 - Vinícola Geisse – RS

11 - Espumante Moscatel Branco

- Valmarino Moscato - NV – Valmarino – RS

- Espumante Branco Moscatel – 2020 - Vinhos Faé Ltda – RS

12 - Espumante Moscatel Rosé

- Aurora Moscatel Rosé – NV - Cooperativa Vinícola Aurora Ltda – RS

13 - Espumante Nature Branco Champenoise

- Nature Adolfo Lona – 2015 - Vinhos e Espumantes Adolfo Lona - RS

- Cave Geisse Nature – 2018 - Vinícola Geisse - RS

14 - Espumante Nature Rosé (Champenoise e Charmat)

- Orus – 2015 - Vinhos e Espumantes Adolfo Lona - RS

15 - Espumante Orgânicos/naturais/biodinâmicos

- Eu borbulho branco – NV - Vinícola Franco Italiano – RS

16 - Espumante Prosecco/Glera (Charmat e Champenoise)

- Salton Prosecco – NV - Vinícola Salton – RS

17 - Espumante Sur Lie

- Valmarino Sur Lie – 2015 – Valmarino – RS

18 - Espumante Tinto

- Viapiana Espumante Tinto Gamay – 2019 - Vinhos Viapiana – RS

19 - Branco Chardonnay

- Viapiana Chardonnay 2019 – 2019 - Vinhos Viapiana – RS

20 - Branco Cortes

- Miolo Seleção Chardonnay/Viognier  - 2020 - Vinícola Miolo  - RS

- San Michele Bianco Corte – 2020 - Vinícola San Michele – SC

21 - Branco de Outras Castas

- Garganega  - 2019 - Leone di Venezia – SC

22 - Branco Gewurztraminer

- Gewurztraminer – 2019 - Leone di Venezia – SC

23 - Branco Moscato

- Monte Sant'ana Moscato Giallo – 2020 - Vinícola Monte Sant'ana – RS

24 - Branco Orgânicos/naturais/biodinâmicos

- Lidio Carraro Faces Do Brasil Chardonnay – 2019 - Vinícola Lidio Carraro – RS

25 - Branco Riesling Itálico e Renano

- Aurora Edição Única Riesling Itálico – 2014 - Cooperativa Vinícola Aurora Ltda – RS

26 - Branco Sauvignon Blanc

- Sauvignon Blanc Zanotto – 2020 - Vinícola Campestre – RS

27 - Branco Viognier

- Yoo Viognier – 2020 - Yoo Wines - RS

28 - Brancos Super Premium

- Guaspari Viognier Vista do Bosque – 2017 - Vinícola Guaspari – SP

29 - Tinto Alicante Bouschet

- Pizzato Veludo Azul Alicante Bouschet Reserva  - 2018 - Pizzato – RS

30 - Tinto Ancellotta

- Casa Fontanari Ancellotta – 2018 - Casa Fontanari – RS

31 - Tinto Cabernet Franc

- Fração Unica Cabernet Franc (Sem rótulo) – 2020 - Casa Perini – RS

32 - Tinto Cabernet Sauvignon

- Boscato Gran Cave Cabernet Sauvignon - 2012 - Boscato Vinhos Finos – RS

- Vinho Censurato CS – 2005 - Vinícola Franco Italiano – PR

- Angustifólia Cabernet Sauvignon Reserva – 2012 - Vinícola Araucária – PR

33 - Tinto Cortes

- Guaspari Cabernet Franc Cabernet Sauvignon Vista da Mata – 2017 - Vinícola Guaspari – SP

34 - Tinto de Outras Castas

- Rio Sol Tempranillo – 2018 - Rio Sol – PE

- Armando Winemaker Signature Teroldego – 2017 - Vinícola Peterlongo – RS

35 - Tinto Malbec

- Milantino Reserva Malbec do vale           - 2015 - Milantino Vinhos – RS

36 - Tinto Marselan

- Barão De Petrópolis Reserva Marselan – 2018 - Barão De Petrópolis Vinhos Finos - RS

37 - Tinto Merlot

- Sfera Merlot - 2013 - Vinícola Arbugueri – RS

38 - Tinto Orgânicos/Naturais/Biodinâmicos

- Lidio Carraro Faces Do Brasil Merlot – 2019 - Vinícola Lidio Carraro – RS

39 - Tinto Petit Verdot

- Valmarino Petit Verdot – 2019 – Valmarino – RS

40 - Tinto Pinot Noir

- Giuseppe Lovatel Pinot Noir – 2019 – Lovatel – RS

- Rastros do Pampa Pinot Noir – 2020 - Vinícola Guatambu – RS

41 - Tinto Sangiovese

- Vivalti Sangiovese – 2017 - Vinícola Vivalti – SC

42 - Tinto Super Premium

- Pizzato Dna99 Single Vineyard Merlot Dovv – 2015 - Pizzato – RS

- Milantino Gran Vino – 2008 - Milantino Vinhos – RS

- Septimum – 2018 - Vinícola Salton – RS

43 - Tinto Syrah

- Casa Verrone Speciale Syrah – 2018 - Casa Verrone – SP

44 - Tinto Tannat

- Seguredos da Adega Tannat Gran Reserva – 2014 - Casa Marques Pereira – RS

- Corcéis Tannat – 2013 - Vinícola Helios – RS

45 - Tinto Touriga Nacional

- Boscato Cave Touriga Nacional – 2018 - Boscato Vinhos Finos – RS

46 - Bag in Box Cabernet Sauvignon

- Don Affonso Cabernet Sauvignon – 2018 - Vitivinícola Don Affonso – RS

47 - Bag in Box Merlot

- Monte Bello Merlot - 2019 - Vinícola Monte Belo Ltda – RS

48 - Doces e Fortificados

- Aurora Colheita Tardia – 2020 - Cooperativa Vinícola Aurora Ltda – RS

49 – Rosé

- Relax Rosé – 2020 - Coop. Vinicola Garibaldi – RS

50 - Suco de Uva Integral Branco

- Suco Sunny Days Branco – NV - Vinícola Miolo – BA

51 - Suco de Uva Integral Tinto

- Don Affonso - 2020 - Vitivinícola Don Affonso - RS


quinta-feira, outubro 22, 2020

Guia de Vinhos Adega Portugal




Eu gosto de guias. É sempre uma indicação para conhecer vinhos novos ou para saber se aquele vinho que está na prateleira, ou on line, é o que estamos procurando.

Melhor ainda quando confiamos em quem degustou.

Existe nos guias autorais e na própria assinatura de quem degustou uma parcela de gosto pessoal e outra parcela que deve ser cada vez maior de precisão analítica.

Ou seja, exemplo: o cara não gosta da uva Carménère, mas sabe analisar e dizer que aquele é um grande vinho.

As degustações da Adega tem ótimos degustadores e são sempre conduzidas pelo Eduardo Milan, e isso pra mim basta.

O Edu tem uma precisão e um conhecimento raro.

Foram avaliados mais de 500 vinhos e o Guia é o primeiro a ter QR Code ao lado das avaliações, para que o consumidor acesse facilmente o vinho no e-commerce.

O Guia está à venda no site da Seleção Adega e custa 75 reais.

Segue o link:

https://www.selecaoadega.com.br/products/guia-de-vinhos-adega-portugal-2020

terça-feira, outubro 20, 2020

Invino Wine Travel Summit já tem nova data



 

Dia 5 de Abril de 2021.  A pandemia não poupou ninguém e eu como organizador do Encontro de Vinhos, sei muito bem como é difícil essa situação de esperar sem saber até quando.

Felizmente as coisas estão voltando aos poucos e as notícias de hoje são infinitamente melhores do que as notícias de 6 meses atrás.

Eu estive na primeira edição do Invino Wine Travel Summit e gostei bastante, acho que o turismo com o vinho como foco é uma realidade que deve ser cuidada e valorizada.

Eu não conheço região vinícola que também não seja um destino turístico no mínimo maravilhoso.

Conheço diversas regiões, talvez muitas, e posso garantir que vale muito a pena.

A Invino Wine Travel Summit acontece dia 5 de Abril, no Hotel Unique, em São Paulo.

Realizado pela Cap Amazon Tropical Marketing, a segunda edição do evento vem com patrocinadores de peso, como o Grupo Air France-KLM, Chandom, Design By Bourgogne, World Wine, Giordani Turismo e Queijos da França.

A segunda edição vai ter a Sylvie Cazes, falando da Cité du Vin (veja o vídeo que fiz na Cité du Vin no link abaixo):

O Nicolas Kovalenko vai falar da Vinícola Garzon (veja vídeos que gravei na vinícola Garzón):










Quem conhece o Unique, sabe que o Chef que comanda com muita competência a gastronomia do hotel ee o Emmanuel Bassoleil.

Ele também vai apresentar suas experiências gastronômicas.

Eu também conversei com ele:


Como se precisasse de mais alguma coisa, ainda estão programadas degustações de vinhos da World Wine, queijos franceses, a presença de viticultores gaúchos falando sobre os vinhos produzidos no sul do Brasil, a rota do vinho de São Roque, produtores argentinos, chilenos e uma atração a parte é a fantástica Viña Vik, que acompanhei desde o nascimento até os dias de hoje.

Alguns vídeos que gravei por lá:






A Cap Amazon formou um time de peso para colaborar com a realização desse evento.

Carlos Cabral (responsável dos vinhos do Grupo Pão de Açúcar), Carlos Henrique Abatayguara (Presidente da Jet Set Turismo), Jean-Philipe Pérol (diretor da Invino e da Amazon Rio Negro Turismo) e a Solange Souza (Jornalista especializada em vinhos e gastronomia).



 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | hospedagem ilimitada gratis