Noticias, Entrevistas, Informações, Opinião
Tudo sobre o mundo do vinho!

quinta-feira, junho 21, 2018

Mi Mi en Provence 2017 - Coteaux Varois en Provence - França




Típico da terra dos melhores rosés do mundo.
É um vinho interessante antes mesmo de abrir, já que a garrafa é linda e a tampa (rolha) é de vidro.
Cor salmão bem clara.
Corte de Cinsaut, Grenache e Syrah.
No nariz notas  florais e de framboesa, pêra e limão.
Na boca tem corpo médio, excelente acidez e frescor, taninos bem suaves e sabor frutado intenso.
Tudo muito bem equilibrado.
Persistência média.
Nota: 89
Preço: Paguei 76 reais no supermercado Verdemar em Belo Horizonte.

terça-feira, junho 19, 2018

Marqués de Murrieta Reserva 2011 - Rioja - Espanha




Esse garoto de 7 anos ainda tem os aromas de fruta no dominando.
Cereja e amora se misturam aos aromas de coco, cacau e chocolate.
É um corte com 89% de Tempranillo, 5% Mazuelo, 4% Graciano e 2% Garnacha.
Passou 20 meses em barricas americanas e isso é bem evidente na boca.
O sabor que lembra coco ou cocada, é característico das barricas dos Estados Unidos.
É um vinho clássico, elegante, encorpado.
Tem os taninos aveludados e a acidez bem equilibrada.
Para quem gosta de vinhos com passagem em madeira, esse é um clássico delicioso.
É persistente.
Bom hoje e pelos próximos 5 anos pelo menos.
Nota: 91
Importador: World Wine - http://www.worldwine.com.br/marques-de-murrieta-reserva-2013-3094/p?fc=455
Preço: R$ 256,00

segunda-feira, junho 18, 2018

Confraria tem mais de 300 mulheres em Belo Horizonte





Conversei com a Vanessa Ferreira, que junto com a Eveline Porto, criaram a Luluvinhas.
A confraria é tão grande, que é preciso fazer 3 reuniões por mês para atender todas as interessadas em cada tema proposto.
Na entrevista, a Vanessa explica melhor. 









sexta-feira, junho 15, 2018

Veja o resultado do top5 do Encontro de Vinhos Belo Horizonte






Espumantes: 
1) Terras do Demo Rosé 
2) P&F Sauvignon Blanc  
3) Norton Cosecha Especial Brut Nature 
4) Terras do Demo Bruto 
5) Veuve Ambal Blanc de Blancs Brut

Brancos:
1) Romaine Perna Batut 2012 
2) Granbeau Colombard/Chardonnay 2016
3) Quinta do Casal Monteiro Rosé 2017
4) Quinta das Marias - Dão 2017 
5) Puklavec & Friends Sauvignon Blanc/Pinot Grigio 

Tinto:
1) Alto la Ballena Reserva Cabernet Franc 2012
2) Chaski Petit Verdot 2014
3) Vicentin Blend de Malbec 2013
4) HO Colheita 2015 - Douro
5) Quinta das Marias Lote 2015


O Encontro de Vinhos Belo Horizonte acontece neste sábado, das 14 às 20 horas, no Espaço Ilustríssimo - Rua Maranhão, 56 - Bairro Santa Ifigênia. Ingressos no local ou no site:  www.encontrodevinhos.com.br

quinta-feira, junho 14, 2018

Ingressos com 25% de desconto para o Encontro de Vinhos Belo Horizonte






Desde 2013 o Encontro de Vinhos aterriza em Belo Horizonte.
Todos os anos, sem falta.
Foram 5 edições, uma melhor que a outra...
No ano passado foram mais de 1000 pessoas.
Este ano o Encontro foi marcado para o próximo sábado, no Espaço Ilustríssimo - Rua Maranhão, 56 - Bairro Santa Ifigênia.
Das 14 às 22 horas, o enófilo pode garantir 10, 15 ou 20 doses e ainda comprar vinhos de diversos países e regiões a preços promocionais.
Além da música, dos foodtrucks e do ambiente que só o Encontro de Vinhos tem.
Só faltava o desconto?
Não falta mais.
25%.
Basta ir ao site https://encontrodevinhos.minhalojanouol.com.br/ e usar o código PAPODEVINHO no campo Cupom de Desconto.
Os ingressos com desconto são limitados.

terça-feira, junho 12, 2018

Documentário completo sobre as 7 uvas da Champagne






Foi gravado em novembro de 2015.
Uma câmera na mão e uma ideia na cabeça.
O preço para assistir o documentário:
a) 1 curtida
b) 1 compartilhamento
c) inscrição na página do youtube
d) todas as alternativas
Espero que goste!


segunda-feira, junho 11, 2018

Perez Cruz - Entrevista com o enólogo Germán Lyon







Os vinhos da Perez Cruz já são bem conhecidos no mercado brasileiro por sua consistência e pela qualidade.
Conversei com o enólogo Germán Lyon, que participou de todas as safras da vinícola e conhece vinhos como poucos.


sexta-feira, junho 08, 2018

Morreu Anthony Bourdain





O chef, escritor e apresentador de TV, de 61 anos, Antony Bourdain foi encontrado morto no quarto de hotel em Estrasburgo, na França.
Bourdain estava na França gravando um episódio para seu programa na CNN Parts Unknow.
Segundo a CNN, a causa da morte foi suicídio.


quinta-feira, junho 07, 2018

Entrevista especial com o enólogo do Periquita





Entrevistei o Domingos Soares Franco, da vinícola José Maria da Fonseca, de Setúbal.
Um dos grandes enólogos de Portugal, primeiro a estudar na grande Universidade de Davis, na Califórnia e responsável por um dos vinhos mais vendidos no Brasil, o Periquita.



quarta-feira, junho 06, 2018

Montessu 2013 IGT - AgriPunica - Sardegna - Itália




O Montessu é o tinto mais barato da Agripunica, abaixo do Barrua, que custa praticamente o dobro.
A Agripunica segue o conceito dos Supertoscanos e por isso elabora seus vinhos usando variedades de uvas francesas no corte.
Nesse caso Syrah, Cabernet Franc, Cabernet Sauvignon e Merlot. Além da Carignano, que é autóctone da Sardegna.
O vinho tem boa intensidade aromática no nariz.
Notas de amora, jabuticaba, tabaco e um toque de especiarias.
Na boca tem corpo entre o médio e o encorpado, taninos com textura bastante macia e uma bela acidez.
É elegante e equilibrado.
Passou 15 meses em barricas francesas.
Persistência longa.
Nota: 90
Preço: 220 Reais
Importadora: Ravin



Dificilmente alguém abre uma garrafa de um vinho produzido pela AgriPunica e não lembra do Sassicaia, um dos maiores vinhos da Itália.
A relação é inevitável.
A vinícola é de propriedade da Tenuta San Guido (produtora do Sassicaia), do enólogo Giacomo Tachis (morto em 2016), a Cantina di Santadi e Antonllo Pilloni.
Em 2013 eu conversei com o Sebastiano Rosa, que é o homem forte da Tenuta San Guido, produtora do Sassicaia.
Ele contou um pouco dessa história.






terça-feira, junho 05, 2018

In Situ - Signature Wines Hillside Blend 2015 - Tinto - Vale do Aconcágua - Chile





Vinho super interessante para mostrar a diversidade do Chile.
É um vinho elaborado em encostas e com as variedades do Rhône (onde os vinhedos são plantados em encostas).
55% de Syrah, 40% de Mourvèdre e 5% de Viognier.
Só 13332 garrafas produzidas.
No nariz muita fruta. Morango, mirtilo e terra molhada, junto com uma nota vegetal, de bosque.
Na boca tem corpo médio e uma excelente acidez que faz a boca salivar e aceitar os taninos com textura macia e granulada, bastante finos.
Tem boa intensidade de sabor com as frutas predominando e um toque de baunilha bem suave, resultado dos 12 meses em barrica francesa nova (mas muito bem usada).
Boa persistência. Muito bom vinho.
Nota: 90
Sem importador no Brasil.



segunda-feira, junho 04, 2018

Rio Sol Tradition Brut - Espumante - Portugal





O número 8 no rótulo se refere ao paralelo onde a Rio Sol elabora seus vinhos no Brasil (Petrolina/PE).
Menos o Tradition.
Como a empresa não tinha nenhum espumante elaborado pelo método tradicional e nem instalações para isso, resolveu elaborar o vinho em Portugal (Bairrada),  já que a empresa tem sócio português.
O espumante é bastante interessante.
Um corte de Bical, Maria Gomes e Arinto.
Passou 1 ano em contato com as leveduras.
Tem as borbulhas finas.
No nariz tem um toque mineral que lembra pedra de isqueiro, junto com notas cítricas e brioche.
Na boca tem boa cremosidade, frescor e persistência.
O sabor de brioche se repete no final de boca.
Preço: 70 reais.
Nota: 89

quarta-feira, maio 30, 2018

Beaujolais-Villages Dominique Piron 2016 - França




O vinho clássico da região, elaborado com a Gamay (variedade que é parente da Pinot Noir) de vinhas com mais de 50 anos.
No nariz o parentesco com a o Pinot fica ainda mais evidente.
Notas de cereja, framboesa e um toque floral.
Na boca tem corpo médio, tem uma sensação de doçura bem leve, combinando bastante com a bela acidez, que faz a boca salivar e dá vontade de dar mais um gole.
O sabor é intenso e frutado.
Taninos macios que tomam toda a boca em perfeita harmonia com a acidez, que é o ponto alto desse vinho.
Persistência média com final refrescante.
Importadora: Decanter https://www.decanter.com.br/beaujolais-villages-piron-2016
Preço: 129,20
Nota: 89

terça-feira, maio 29, 2018

Granizo atinge 7 mil hectares em Bordeaux





O granizo atingiu Bordeaux no sábado a noite, mas só ontem as autoridades perceberam que o estrago tinha sido maior do que o imaginado.
Em Côtes de Bourg, o gelo atingiu 40% dos vinhedos.
Em Blaye os estragos atingiram todos os vinhedos de  Berson e Saint-Christoly-de-Blaye, e atingiram boa parte na vila de Reignac.
No sul do Médoc: Macau, Parempuyre e Ludon (Château d'Ágassac).
Em Pessac-Léognan, o Château Smith Haut Lafitte foi atingido parcialmente e o Château Brown entre 50% e 70% dos vinhedos.

sexta-feira, maio 25, 2018

Vinho & Pasta é o lugar para comer e beber vinho com preço justo em Sampa





A receita é simples, o importador de vinhos e o capo cuoco (chefe de cozinha) se uniram e abriram o Vinho & Pasta.
O restaurante é comandado pelo Pasquale, já conhecido pelo seu restaurante na Vila Madalena, e a importadora é a Ravin, que tem um catálogo capaz de atender a todos os bolsos.
Conversei com o Rogério D'avila sobre o modelo do negócio.



quarta-feira, maio 23, 2018

Francisca Van Zeller falou com exclusividade para o Papodevinho. Avaliei o Rufo e o Vinha da Francisca.





A Francisca é uma mulher inteligente que estudou história, jornalismo e enologia.
A enologia talvez ela nem precisasse estudar.
Cresceu entre os vinhedos da família, é nome do vinhedo mais fantástico da quinta, é filha, do Douro e do Cristiano Van Zeller, um Douro Boy que tem seu nome sempre relacionado a vinhos de altíssima qualidade.
A Quinta Vale D. Maria foi em parte vendida para a Aveleda, que é de propriedade de um outro ramo da mesma família.
A direção dos vinhos continua a mesma e com as mesmas pessoas envolvidas como acionistas e com uma garantia de qualidade que obviamente a Aveleda não abriria mão.
A conversa com a Francisca flui como se não existisse uma câmera. Como deve ser e nem sempre é.
Assista:





Provei os vinhos que obviamente já conhecia e que também obviamente sempre me surpreendem.
Destaquei dois vinhos.





O Rufo 2015 é o vinho de entrada, que custa pouco menos de 100.
Elaborado com vinhas velhas, com as castas misturadas no vinhedo (Touriga Franca e Touriga Nacional), com idades entre 5 e 35 anos.
Para quem não sabe, as vinhas velhas produzem menos cachos, por isso, concentra toda a energia da produção para produzir menos e melhores uvas, com mais concentração.
Esse vinho passa cerca de 1 ano em barricas de carvalho francês novas e usadas, além de um tempo em cubas de aço inox.
No nariz o vinho não é marcado pela madeira.
A fruta aparece com mais força e as notas amora, cereja, violeta e um leve toque de grafite ficam acima de um toque tostado, que veio do estágio em barrica.
Na boca é seco, tem corpo entre o médio e o encorpado e os taninos muito macios, com excelente textura.
Tem boa acidez, bom equilíbrio e persistência.
Nota: 90
Preço: 99 reais.
Importador: http://www.interfood.com.br/




O Vinha da Francisca 2013 (não podia deixar de falar dele), é um vinho cheio de qualidades.
Também é uma vinha velha com uvas de diversas variedades, todas misturadas, colhidas e vinificadas juntas.
Tem Tinta Francisca, Touriga Franca, Sousão, Rufete e Touriga Nacional.
Passou 22 meses em barricas francesas (50% novas).
No nariz o vinho já dá os sinais de que é muito acima da média.
Ameixa, grafite, chocolate e tabaco.
Na boca é encorpado, tem os taninos aveludados, muito finos e envolventes.
Boa acidez, álcool equilibrado, sabor intenso repetindo as notas sentidas no nariz acrescentando uma nota de torrefação que lembra café ou cacau.
Um vinho muito agradável de tomar, daqueles que se toma a garrafa inteira sem perceber.
Nota: 95
Preço: 895 reais.
Importadora: http://www.interfood.com.br/

terça-feira, maio 22, 2018

Os vinhos do Monte do Álamo só usam variedades autóctones.





No Alentejo é muito mais fácil encontrar vinhos com variedades internacionais do que no Douro.
É comum encontrar vinhos com Cabernet Sauvignon ou Syrah, além da Alicante Bouschet que é um cruzamento criado em laboratório entre a Garnacha e a Petit Bouschet.
A diferença entre as outras variedades internacionais e a Alicante Bouschet é que ela só se adaptou ao Alentejo e acabou sendo adotada como se fosse uma portuguesa legítima. Pelo menos é o que explica o enólogo Filipe Pinto, do Monte do Álamo.






Provei os vinhos do Monte do Álamo e destaco o ETC Tinto 2015.
Um corte de Aragones (50%), Alfrocheiro (30%), Trincadeira (10%) e Tinta Caiada (10%).


No nariz é um vinho bastante frutado, destacando amora, cereja e ameixa.
Na boca é encorpado, com boa acidez, taninos macios e boa persistência.
Equilibrado.
Preço: 92,28
Nota: 90
Importadora: https://www.vinci.com.br/p/vinho/etc-tinto-2015-monte-do-alamo-2235150



segunda-feira, maio 21, 2018

Conversei com o dono do Monte do Álamo, novidade que chega na Importadora Vinci.




Conversei sobre o Alentejo com o dono do Monte do Álamo, que só produz vinhos com castas portuguesas.
O Alentejo é uma das região vitícolas mais antigas do mundo, com sinais da produção de vinho desde o ano 4 mil antes de Cristo.
Mesmo assim, os produtores de vinhos sofreram da região sofreram várias interrupções por questões políticas.
Na década de 30, o ditador Salazar resolveu que as terras férteis alentejanas seriam o celeiro de Portugal e não teriam vinhedos, que crescem em terras pobres.
Mandou trocar uvas por trigo.
Depois, com a revolução dos cravos, as grandes propriedades foram invadidas e muitos vinhedos foram abandonados.
O Miguel Mendes de Almeida falou sobre o assunto.




terça-feira, maio 15, 2018

Os números da OIV sobre a produção de vinhos em 2017




Os números são da organização internacional da vinha e do vinho (OIV)
A maior baixa ficou com a África do sul, por causa da seca.
Produziu 10,8 milhões de hectolitros em 2017 e deve produzir em 2018 apenas 8,6 milhões de hectolitros.
A Argentina está em alta, é o sexto produtor mundial e deve aumentar a produção em 14,2% este ano (13,5 milhões de hectolitros).
O Chile deve cresceu 19% passando para 11,3 milhões de hectolitros.
A Nova Zelândia também vai crescer com uma produção de 3,1 milhões de hectolitros e uma alta de 8,7%.
As baixas ficaram com a Austrália que vai produzir 12,5 milhões de hectolitros (-8,7% em relação ao ano passado) e o Brasil com uma queda de -11% e 3 milhões de hectolitros de produção.
Entre os gigantes, a Itália lidera com 42,5 milhões de hectolitros de produção, seguida pela França com 36,7 milhões de hectolitros e a Espanha com 32,1 milhões de hectolitros.
Os três produziram menos.
Itália -17%, França -19% e Espanha -15%.
O consumo mundial em 2017 foi de 243 milhões de hectolitros.

segunda-feira, maio 07, 2018

Teste do Azeite Extra Virgem












Fiz um teste simples com 4 azeites para saber se eram extra virgem. Dois deles não eram realmente, mas entraram no teste para demonstrar que o teste funciona.
Dos dois que declararam no rótulo ser extra virgem, só um realmente era.
Assista:


sexta-feira, maio 04, 2018

Imagens do Encontro de Vinhos São Paulo. Que venha Belo Horizonte!





O próximo Encontro de Vinhos acontece em Belo Horizonte, no dia 16/6.
Ingressos no site: www.encontrodevinhos.com.br


quinta-feira, maio 03, 2018

quarta-feira, maio 02, 2018

Os vinhos "Biô" na França já apresentam procura maior do que a oferta.







Os vinhos elaborados com uvas de agricultura orgânica ou biodinâmica tiveram uma baixa de produção, na França.
Além disso a procura pelas garrafas com o selo verde só aumenta.
O resultado não poderia ser outro, os produtos são cada vez mais raros nos pontos de venda.
Para se ter uma ideia, segundo a FranceAgriMer, que regula a agricultura do país, a produção desse tipo de vinho cresceu 8,7% de 2010 a 2015 e o consumo cresceu em média 20%, com boa parte desses vinhos vendidos fora do país.
Se a safra diminui, como no caso de 2017, a situação fica ainda mais difícil.




sexta-feira, abril 27, 2018

Espanhóis e chilenos dominaram o Top5 do Encontro de Vinhos São Paulo.





O Encontro de Vinhos São Paulo acontece amanhã, das 14 às 20hs, na Casa da Fazenda Morumbi - Avenida Morumbi 5594.
Ingressos no site: www.encontrodevinhos.com.br

quinta-feira, abril 26, 2018

Sábado tem Encontro de Vinhos São Paulo






É a décima edição da única feira de vinhos itinerante do Brasil.
Foram 10 anos sem interrupção, sem cancelamentos e levando o vinho para 10 cidade, 7 estados e Distrito Federal.
A feira de São Paulo será na Casa da Fazenda Morumbi, na Avenida Morumbi, 5594 (das 14 às 20 horas).
Os ingressos estão à venda no site: www.encontrodevinhos.com.br
Os valores variam de acordo com o número de degustações escolhido (de 80 a 120 reais).


quarta-feira, abril 25, 2018

Gambero Rosso on line avalia restaurantes de São Paulo.




A edição de Abril da Wine, Travel and Food da revista on line do guia italiano, avalia 9 restaurantes de São Paulo.
Pela classificação do Guia, o Fasano e o Ristorante Picchi, são os melhores italianos de São Paulo com 2 garfos (due Forchette), sendo que nenhuma atingiu a pontuação máxima (3 forchette).
O Brace, que fica no Eataly, ficou com 1 garfo.
A outra classificação é para as tratorias, que podemos entender como restaurantes mais simples, sem muito luxo.
Nessa classificação, medida em gamberi (camarões), a Osteria del Pettirosso conseguiu a classificação máxima, com 3 gamberi.
A Nino Cucina ficou com 2 gamberi.






Se tratando de São Paulo, as pizzarias também foram avaliadas, e nesse quesito também tivemos uma pontuação máxima com a Leggera Pizza Napoletana, do bairro de Perdizes.
Em segundo ficou a Braz e em terceiro a Speranza.
Entre os restaurantes com cartas de vinho deu Vinheria Percussi na cabeça, com 2 bottiglie (duas garrafas).
Estamos bem.
Daria pra fazer um guia só de São Paulo, como fez o Michelin, mas para começar está muito bom.











terça-feira, abril 24, 2018

Mercado da Boca é a nova atração gastronômica de BH.






Dei uma volta pelo Mercado da Boca, em Nova Lima, na região metropolitana de Belo Horizonte. O mercado foi inspirado no Mercado da Ribeira, em Lisboa.
São mercados onde não se vendem produtos, mas sim, comidas prontas de chefs renomados.




https://mercadodaboca.com.br/

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | hospedagem ilimitada gratis