Noticias, Entrevistas, Informações, Opinião
Tudo sobre o mundo do vinho!

terça-feira, dezembro 25, 2012

Beber e dirigir nem pensar... Sabe por quanto tempo o álcool fica no organismo?


Sabe qual é a melhor coisa para fugir do bafômetro?
Pegar um táxi, ir pra casa tranquilo e viver tranquilo sem provocar nenhum acidente e nenhuma tragédia.
Se estiver de carro e beber sem ter programado, largue o carro onde estiver e chame um táxi.
Conversei com um amigo médico e bioquímico sobre o tempo necessário para o organismo se livrar dos efeitos do álcool.
A resposta passa por fórmulas matemáticas e variáveis fisiológicas que impedem uma resposta simples.
Se a pessoa tiver mais idade, a condição física não for lá essas coisas o efeito dura mais.
Claro que a quantidade de álcool também conta muito.
O etanol se mistura com a água soluvel do tecido de gordura provocando uma rápida absorção e distribuição pelos demais tecidos orgânicos.
Nunca percebeu que o efeito pode ser rápido?
Fatores como peso, taxa de absorção gastrointestinal e composição de gordura do corpo, vão influenciar na concentração de etanol no sangue depois que a pessoa bebe.
Com estômago vazio, cerca de 20% da dose de álcool é absorvida no estômago e 80% no intestino delgado.
Se a pessoa beber com o estômago cheio, o esvaziamento gástrico demora mais e a absorção do etanol também.
O álcool vai atingir o pico de concentração na faixa de 30 a 90 minutos depois de bebido.
Isso significa que depois do pico, teria o mesmo tempo para chegar ao nível de uma pessoa que não bebeu, ou seja, de 60 a 180 minutos para desaparecer do organismo, se a pessoa não meteu o pé na jaca.
No caso das mulheres, as concentrações de álcool no sangeu são maiores, considerando a mesma quantidade de bebida ingerida.
Isso acontece pelo menor volume de água por peso corporal e à menor atividade da enzima álcool desidrogenase no estômago.
Tem uma fórmula matemática que pode ser aplicada relacionando a dose de bebida alcoólica ingerida com a concentração de pico no sangue.
Concentração máxima de etanol (g/L) = 0,02 x dose (gramas de etanol por 70Kg de peso corporal)
Isso significa que se uma pessoa de 70Kg consumir 30 gramas de álcool (o que equivale a 3 copos de 200 ml de uma bebida com concentração alcoólica de 6,2%, ou cerca de 1 taça de 200 ml de vinho com 14,5% de álcool) com o estômago vazio, vai atingir uma concentração alcoólica no sangue de 0,6 g/L rapidamente.
Considerando as variáveis que interferem com o metabolismo de etanol para cada pessoa, em média, o álcool é depurado a uma velocidade de 0,15 g/L, de tal forma que uma pequena dose de 0,2 g/L levaria cerca de uma hora e meia para ser totalmente eliminada.
Portanto ou voce fica umas 6 horas sem beber e correndo ainda o risco de ser pego pelo sono, ou faz a opção mais simples e prática: T.O.M. = TAXI, ÔNIBUS, METRÔ.
Outra coisa, uma taça de um vinho excelente é sempre melhor que uma garrafa de um vinho qualquer.

3 comentários:

ADRIANO FERNANDES disse...

ganhei uma garrafa de vinho do Porto a 19,5% de alcool. Não teria muito alcool nesse vinho tão famoso???

Adriano, RJ

Beto Duarte disse...

Adriano, se falarmos da qualidade do vinho, a quantidade do álcool não tem nenhuma influência. Se o vinhos estiver equilibrado o álcool desaparece. No caso do vinho do Porto, 19,5% não é muito.
Se falarmos no sentido de tempo para eliminar esse álcool do corpo, certamente o vinho do Porto é mais alcoólico e portanto, mais fácil de embebedar.
Abraços
Beto

Beto Duarte disse...

Adriano, se falarmos da qualidade do vinho, a quantidade do álcool não tem nenhuma influência. Se o vinhos estiver equilibrado o álcool desaparece. No caso do vinho do Porto, 19,5% não é muito.
Se falarmos no sentido de tempo para eliminar esse álcool do corpo, certamente o vinho do Porto é mais alcoólico e portanto, mais fácil de embebedar.
Abraços
Beto

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | hospedagem ilimitada gratis