Noticias, Entrevistas, Informações, Opinião
Tudo sobre o mundo do vinho!

segunda-feira, janeiro 21, 2013

Agora é oficial! Galvão Bueno é o novo sócio da Miolo. Vai que é tua, Galvão!!!



Vai que é tua Galvão!!!
O principal narrador esportivo do Brasil é o novo sócio da Miolo Wine Group. 
Se ele tiver o mesmo sucesso na Miolo do que como narrador, ninguém segura a Miolo.
Muitas vezes atacado por inveja ou por desconhecimento ou até por estar em evidência total, Galvão é sem nenhuma dúvida o principal narrador esportivo do país.
A parceria, que começou em 2009 com a elaboração de dois vinhos superpremium – Paralelo 31 e espumante Bueno Cuvée Prestige, ganha mais força a partir de agora, que a família Bueno passa a compor o quadro acionário da empresa junto às famílias Miolo, Benedetti, Tecchio e Randon.
O ingresso de Galvão no grupo proporcionará uma expansão nos negócios da empresa, que pretende chegar em 2020 com faturamento anual de R$ 500 milhões, consolidando sua posição como líder nacional na produção de vinhos finos e espumantes e visando estar entre os três maiores grupos de vinhos da América do Sul. Também para 2020, a empresa projeta um crescimento na produção destinada ao mercado internacional para atingir a meta estipulada de 30%.

“Para nós é uma grande satisfação contar com o Galvão Bueno fazendo parte do nosso grupo. Tenho a certeza de que ele virá para fortalecer ainda mais nosso projeto de vinhos de qualidade e terá uma contribuição fundamental na construção da imagem e notoriedade que conquistamos até hoje”, diz Adriano Miolo, superintendente do grupo.

O projeto Bella Vista Estate, de propriedade do narrador, está localizado na região da Campanha (RS), local reconhecido como uma das regiões mais promissoras para o cultivo de uvas, o paralelo 31 – faixa do planeta onde se encontram as melhores regiões vitivinícolas do mundo. Hoje, o projeto conta com 30 hectares de vinhedos e seis rótulos, entre espumantes, vinhos brancos e tintos.

“Conhecer a família Miolo foi para mim um acontecimento especial. Trabalhar em parceria com eles só me fez aumentar minha paixão pelos vinhos. Associar-me a eles é fazer parte de uma saga que se iniciou no século XIX e que me enche de orgulho.” Galvão Bueno. Essa operação foi coordenada pela PricewaterhouseCoopers.

A empresa elabora mais de 100 rótulos produzidos em sete projetos vitivinícolas no Brasil, em diferentes regiões, incluindo as parcerias internacionais com Argentina, Chile, Espanha, Itália e França. É a maior exportadora brasileira de vinhos e está entre as principais produtoras de espumantes, com participação de cerca de 15% no mercado.

1 comentários:

Anônimo disse...

Pronto. Agora sim que não bebo mais Miolo. Primeiro as salvaguardas, agora, Galvão.
Saudações,
Leonel A. Pereira

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | hospedagem ilimitada gratis