Noticias, Entrevistas, Informações, Opinião
Tudo sobre o mundo do vinho!

sábado, janeiro 19, 2013

Por Una Cabeza...


Javier é um rapaz gordo, com as bochechas vermelhas, rosto redondo e mania de dar ordens.
A forma de falar sem rodeios e com uma voz grossa o rouca é quase uma regra por estes lados da península ibérica.
Estamos em Rioja, no meio de um vinhedo pronto para ser colhido, com os cachos maduros virados para o sol.
Javier programou a colheita para quinta-feira (seria a maturação ideal) mas os seus vizinhos se apressam acreditando na previsão do tempo que garante que a chuva vai aparecer a qualquer momento.
Os vizinhos avisam Javier: "Loco! te vas a perder todo."
Javier, não sei se por teimosia ou conhecimento acenava com a mão como quem diz: esperem pra ver.
O céu ficou preto, o vento soprava mais forte e as colheitas em volta iam terminando.
Havia quem olhasse Javier com respeito, mas a grande maioria ria e balançava a cabeça.
Javier não se importava, estava imóvel, com um cigarro no canto da boca e os olhos fixos nas nuvens que ameaçavam o seu trabalho de um ano inteiro.
 E o vento soprava!
Uma parte da grande nuvem já havia se afastado e dava pra ver uma mancha de água caindo do céu. Javier a essa altura acreditava na força do vento e as nuvens iam se afastando.
A parte alta do vinhedo de Javier já estava livre das nuvens e a chuva já caía sobre as plantações vizinhas.
Mais um pouco de vento e veio o sol.
Javier pôs as mãos nos bolsos e saiu como se tivesse visto uma sessão se cinema, os vizinhos alardeavam a sorte do amigo.
O pessoal da colheita já marcava com Javier o encontro para a quinta-feira e ele, com um cinismo no rosto, apenas disse: Ha sido por una cabeza...

0 comentários:

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | hospedagem ilimitada gratis