Noticias, Entrevistas, Informações, Opinião
Tudo sobre o mundo do vinho!

segunda-feira, março 25, 2013

Visitei a Lizete, do Domínio Vicari. Um vinho natural brasileiro. Sem sulfito, sem pesticida, sem herbicida... Com uvas...


Esses termos de vinho de garagem, vinhos naturais, vinhos biô, vieram todos da França.
Justo na França que, fora o Languedoc, sofre para fazer os vinhos mais famosos do planeta. Não pense que o clima da França é o ideal. Longe disso.
Bordeaux tem pouquíssimos corajosos entre os orgânicos e biodinâmicos.
Aí vem o paralelo com o Brasil. Sempre se fala das dificuldades de produzir vinhos em nossas terras, mas isso não impede a produção de vinhos excelentes.
Quando se fala em vinhos orgânicos e naturais, então, podemos contar nos dedos. Nos dedos de uma das mãos: Era dos Ventos, Marco Danielle, Arte da Vinha... E Vicari.
José Augusto e Lizete levaram o sonho de fazer vinho só com uva adiante.
Ela é bastante conhecida na famosa Praia do Rosa, na cidade de Imbituba, em Santa Catarina.
Basta perguntar pela Lili do Vinho.
Ela é uma artista ceramista. Em cada peça, coloca emoção e criatividade.
Indispensável conhecer a Lizete!
A Praia do Rosa é daqueles destinos alternativos, interessantes, mágicos.
Antes de chegar na casa da Lili do Vinho, paramos no restaurante Fuxicos e Comidas (ótimo), que tocou um cd inteiro do Nando Reis, isso ajudou a entrar no clima do lugar.
Ela produz dois vinhos, um branco de Riesling Itálico e um tinto de Merlot.
Os brancos 2008 e 2009 são vinhos para iniciados, que fogem completamente do estilo convencional, mas cheios de qualidade.
A maior diferença entre eles estava na cor, bastante escura, quase avermelhada do 2009.

O que mais me impressionou foi o Merlot 2009.
Um vinho cheio de fruta (nenhum vinho passa por madeira), com notas de especiaria, sem ter passado perto da madeira, elegante no nariz. Elegante na boca.
Tem bom corpo, bom equilíbrio e classe. Lembra um Merlot de Bordeaux, longe dos merlots do novo mundo.
No caminho de volta ainda lembrava dele.
Lembrava do detalhe de que todo mundo bebe o vinho do seu tempo, da sua geração, graças aos avanços tecnológicos e aos modismos, mas quando se trata de um vinho onde só se usa uva e suas próprias leveduras, esse vinho é o mesmo dos tempos dos romanos, dos egípcios, das histórias da bíblia... Da história do mundo.
Veja o vídeo e conheça a Lili do Vinho:




0 comentários:

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | hospedagem ilimitada gratis