Noticias, Entrevistas, Informações, Opinião
Tudo sobre o mundo do vinho!

terça-feira, maio 21, 2013

O primeiro cliente da família Frescobaldi foi o Rei da Inglaterra. Mas isso faz cerca de 700 anos...

Provei na semana passada 6 vinhos produzidos pela família Frescobaldi que mostram a qualidade de diversos vinhedos espalhados pela Toscana e também a regularidade de uma familia com uma história de 1000 anos.



O Albizzia Chardonnay 2011, é um vinho bem fresco, com notas cítricas, limão, abacaxi e maracujá.
Na boca é refrescante, tem corpo médio, elegância e um final médio/longo.
Custa 68 reais.



O Castello di Pomino Bianco 2011, é um Chardonnay com Pinot Bianco.
25% das uvas são fermentadas em barricas francesas e depois disso, uma pequena parte do vinho passa mais 3 meses em barricas.
No nariz tem notas florais, pêra e mel.
Na boca mostra mineralidade, elegância e um excelente equilíbrio.
O final é longo.
Custa 98 reais.



O Nipozzano Riseerva Chianti Rufina DOCG 2008 é um vinho com 90% de Sangiovese e 10% de outras uvas toscanas.
Passa 24 meses em barricas francesas.
No nariz as frutas negras aparecem mais, deixando pra madeira apenas aquele toque suave de baunilha, canela e leve cravo.
Na boca é encorpado, tem ótimo equilíbrio, notas de ervas aromáticas e um longo final.
Custa 128 reais.



O Lucente IGT 2008 é um grande vinho.
Produzido na vinícola Luce della Vite, num projeto dividido com Robert Mondavi.
Um corte de Merlot (50%), Sangiovese (35%), e Cabernet Sauvignon (15%).
Um Supertoscano!
No nariz as notas de cacau, chocolate, café e alcaçuz se misturam com as frutas negras e se revezam na predominância de uma forma interessante e quase única.
Na boca é encorpado e elegante.
Os taninos unem força e maciez.
O final é longo com notas de café.
Custa 198 reais.



O vinho que mais me impressionou foi o Lamaione IGT 2007.
Mais um Supertoscano que poderia encarar às cegas qualquer grande Merlot da margem direita de Bordeaux.
Merlot in Purezza (como se diz na Itália quando um vinho é 100% de uma variedade).
O vinho passou 2 anos em barricas francesas.
No nariz é elegante, sem excesso e sem falta de nada.
Chocolate, ameixa, amora, tabaco, chá preto...
Uma festa!
Na boca é encorpado, tem os taninos aveludados, boa acidez, final longo com notas de alcaçuz.
Um super vinho que custa 428 reais.



O Castelgiocondo Brunello di Montalcino 2007 encerrou a degustação.
100% Brunello (Sangiovese Grosso) como manda a legislação.
No nariz tem notas de pimenta negra, mirtilo, violeta e couro.
Na boca é encorpado e equilibrado. Tem os taninos finos e um final bastante longo.
Custa 398 reais.

Conversei com um legítimo Frescobaldi, da 30ª geração.
Stefano Benini.
Ele contou brevemente a história da família:





Os vinhos Frescobaldi são importados com exclusividade pela Ravin - www.ravin.com.br

0 comentários:

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | hospedagem ilimitada gratis