Noticias, Entrevistas, Informações, Opinião
Tudo sobre o mundo do vinho!

terça-feira, janeiro 07, 2014

Salentein Reserva Chardonnay 2010 - Mendoza - Argentina


Um belo Chardonnay argentino.
O vinho passou 10 meses em madeira e ganhou complexidade sem prejudicar a fruta.
É produzido com uvas do Valle de Uco, que é a grande região de Mendoza para os chardonnays.
Tem bastante álcool, chega a 14%, mas tem equilíbrio, não deixa o álcool aparecer.
No nariz apresenta notas florais, manteiga, baunilha, e também melão e abacaxi.
Na boca tem bom volume, é untuoso, a madeira aparece com elegância e a acidez completa a harmonia.
Um vinho bem interessante para acompanhar peixes mais gordos.
Preço: 78 reais
Nota: 89/100 
Importado pela Zahil - www.zahil.com.br 

2 comentários:

Anônimo disse...

Beto, gostaria de ouvir sua opinião sobre o que se pode esperar de um Pinot Noir feito na Argentina, Óregon,/Nova Zelândia ou Chile?! Já que estamos falando de uma uva emblemática da Borgonha ( Podendo citar o mítico Romanée Conti)

Beto Duarte disse...

Bom dia, existem bons pinots nos lugares que você citou como os vinhos do Domaine Drouhin, que é da Borgonha e produz bons vinhos no Oregon, os vinhos Chacra da Patagonia, os Vinhos Clos de Fous e Casa Marin do Chile e uma regularidade maior entre os pinots da Nova Zelândia.
De forma geral, eles possuem mais corpo, mais cor e menos elegância que os vinhos da Borgonha. Alguns vinhos do leste europeu conseguem caracterpisticas bem parecidas com os Pinots da Borgonha.
E o Brasil também, consegue pínots menos alcoólicos e elegantes. Exemplo o Valduga Identidade Pinot Noir, o Aracuri e outro que faz bastante sucesso entre especialistas é o Fulvia Pinot Noir do Marco Daniele.
Espero ter ajudado.
Grande Abraço
Beto Duarte

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | hospedagem ilimitada gratis