Noticias, Entrevistas, Informações, Opinião
Tudo sobre o mundo do vinho!

sexta-feira, janeiro 17, 2014

Uma breve história do vinho em Mendoza



O mundo inteiro conhece a região de Mendoza e a qualidade dos vinhos e vinícolas que fazem a fama da cidade.
A História dos vinhos na região tem mais de 400 anos.
No passado eram vinícolas de fundo de quintal que ficavam mesmo no fundo das casas.
A história conta que pouco depois da fundação da cidade, a cidade começou a atividade, graças ao fundador da cidade Pedro del Catillo, que trouxe os vinhedos do Chile.
Outra teoria é a que conta que Juan Jufré, segundo fundador de Mendoza, foi o responsável pelas primeiras plantações de vinhedos entre 1569 e 1575.
A tradição dos vinhos franceses veio para a américa trazida pelos colonizadores espanhóis que transportavam vinhos nas embarcações.
Na época plantaram o que julgavam mais importante: figueira, oliveira e vinhedos.
O caminho para chegar na argentina, passou pelo Chile, junto com os primeiros colonizadores que pisaram na Argentina.
Os imigrantes italianos vieram para as fabricas de louças, para a construção e organizaram as técnicas de irrigação.
Entre 1950 e 1980, tanto a arquitetura como o nível dos vinhos, teve uma queda importante.
Depois dos anos 80 voltou a melhorar.
Foi quando começou a nova etapa do vinho argentino, com grandes investimentos nacionais e estrangeiros e a prioridade pela qualidade dos vinhos.
O consumo sempre foi bastante alto.
Nos anos 70. Por exemplo, chegou a incríveis 80 litros per cápita por ano.
Em 2006, 30 anos mais tarde, o consumo caiu para 23,23 litros per cápita por ano, mas a qualidade do vinho melhorou de forma impressionante, provocando o aumento da exportações e o reconhecimento internacional.

0 comentários:

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | hospedagem ilimitada gratis