Noticias, Entrevistas, Informações, Opinião
Tudo sobre o mundo do vinho!

segunda-feira, maio 26, 2014

A Quinta Nova apresentou as novas safras com novo importador



A Magnum importadora apresentou os vinhos da Quinta Nova já como representante exclusivo da marca no Brasil.
Provamos 6 vinhos.
Este, de rótulo maravilhoso, é o Mirabilis Grande Reserva Branco 2011.


No nariz é limpo, média intensidade aromática.
Notas de frutas brancas, manteiga e leve madeira.
Na boca é seco, acidez alta, corpo médio e sabor intenso.
As notas do nariz se repetem na boca acrescentando notas minerais e uma untuosidade maravilhosa.
Vinho cremoso.
Final médio.
Nota: 90/100


As lascas de bacalhau ficaram ainda melhores com ele e também com o Pomares Branco 2012.


Vinho mais simples que o anterior.
Discreto no nariz, com notas mineirais e de frutas cítricas.
Na boca seco, é fresco, bem equilibrado e tem um final médio.
Nota: 88/100


Para acompanhar os tintos começamos com uma alheira preparada de um jeito especial pelo chef Rodrigo Martins, do restaurante Vino! em São Paulo.


O Quinta Nova Colheita 2011 é o tinto de entrada.
No nariz intensidade média, limpo.
Notas florais, ervas aromáticas, frutas vermelhas e negras.
Na boca é seco, tem boa textura, taninos finos, muita frutas (o vinho não passou por estágio em barrica), frescor e um final médio e elegante.
Preço: 75 Reais
Nota: 89/100


O Chef continuou mandando bem e partimos para o Quinta Nova Reserva 2011.


Logo de cara já se sente mais intensidade aromática. Antes mesmo de mexer a taça.
Depois vieram as notas de violeta, cravo, baunilha, amora, cedro...
Na boca é seco, muito mais complexo, encorpado, taninos finos, boa acidez (média/alta), algumas notas de chocolate e final longo.
Vinho elegante e complexo.
Preço: 155 Reais
Nota: 91/100


O Quinta Nova Reserva 2011 é o que se podia esperar.
No nariz é intenso, limpo.
Notas de violeta, amora, cereja, pimenta, chocolate, coco.
Passou 17 meses por barrica francesa.
Na boca é seco, tem taninos finos, textura granulada, boa acidez e equilíbrio.
Final longo.
Preço: 360 Reais.
Nota: 93/100


A surpresa maior veio com o Grande Reserva Mirabilis Tinto 2011.
Um vinho que a Quinta descreve como um tinto sem a estrela Touriga Nacional.
É um vinho elegante, com boa intensidade aromática e corpo.
Elaborado com Tinta Amarela, Tinto Cão, e Touriga Franca.
Um grande tinto com textura macia, equilíbrio e elegância.
Nota: 93/100


Como diria Jorge Ben (me recuso a dizer Benjor), o Porto veio "para animar a festa...".
O Clã Special Reserve, tem uma garrafa moderna, diferente, transparente.
A Luísa Amorin, que apresentou os vinhos, explicou que com a garrafa transparente sabemos exatamente o nível de vinho que resta na garrafa.
Como podem ver, não resta nada na garrafa da foto.
É um vinho com as características de um LBV.
Cor vermelha profunda, com reflexos violeta.
Boa intensidade aromática.
Notas de frutas vermelhas, floral e canela.
Final longo.
Ainda muito jovem.
Preço: 115 Reais.
Nota: 91/100
Importadora: www.magnumimportadora.com
Conversei com a Luísa Amorin sobre essa nova fase e sobre os preços dos vinhos do Douro, que muita gente imagina que sejam caros, mas não imagina o trabalho que a viticultura na região exige.
Veja a entrevista:

0 comentários:

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | hospedagem ilimitada gratis