Noticias, Entrevistas, Informações, Opinião
Tudo sobre o mundo do vinho!

terça-feira, maio 27, 2014

Las Moras mostra a Argentina sem Malbec



Não tenho dúvida de que a Argentina produz os melhores Malbec's do mundo.
Também não tenho dúvida de que a escolha da variedade como emblema do país foi acertada.
A dúvida é se o emblema pode ser bom pra sempre ou a busca por novas variedades e a valorização do terroir deve ser enfatizada.
Conheço muita gente que se diz cansada dos vinhos argentinos.
Na verdade estão cansadas dos Malbec's encorpados e concentrados.
O problema é que o consumidor adora misturar as coisas e adora encontrar uma variedade queridinha e tomar dela até se fartar.
No meu modo de ver o malhor do mundo do vinho é a infidelidade.
Não quero ser fiel nem a país nem a variedade alguma.
Eu sei que a Argentina tem potencial para muitas variedades, assim como sei que não existe Malbec melhor (de forma geral) do que os produzidos em Mendoza.
Conversei sobre isso com o enólogo da Viña Las Moras, Eduardo Casademont, que apresentou excelentes Syrah's de San Juan.




Num almoço no excelente NB Steak, no bairro do Campo Belo, em São Paulo, provamos (um grupo de jornalistas) 7 vinhos.
Apenas 1 malbec 100%.



Começamos com o Black Label Carbernet-Cabernet 2011.
Melhor impossível, gostei mais justamente do vinho mais barato do dia.
Isso é muito bom!
O corte é de uvas de dois lotes: Um no terroir do Valle de Pedernal e outro no Valle de Tulum.
No nariz, boa intensidade aromática.
Notas de cassis, pimenta, tabaco, ervas aromáticas...
Na boca é seco, tem bom equilíbrio, boa acidez, taninos finos, textura aveludada, final longo.
Preço: 67 Reais.
Nota: 93/100



Passamos para o Gran Syrah Tulum Valley 2008.
No nariz média intensidade aromática.
Frutas negras, especiarias.
Na boca é seco, tem bom volume, corpo médio, taninos finos, textura granulada, macia.
Final médio/longo com notas de café e cacau.
Preço: 144,40 Reais
Nota: 90/100



O terceiro vinho foi o Gran Syrah Zonda Valley 2008.
Só o terroir muda. Essa é a filosofia.
No nariz média intensidade aromática.
Notas de cereja, ameixa, amora, cravo, noz moscada...
Na boca tem corpo médio +, taninos macios, acidez alta, bom equilíbrio, concentração.
Suculento.
Final médio.
Preço: 144,40 Reais
Nota: 89/100



O Gran Syrah Pedernal Valley 2008 é um pouco mais intenso que o anterior.
Notas de frutas vermelhas, alcaçuz, tabaco, canela.
Na boca é mais robusto, taninos finos, textura granulada.
Boa acidez e final longo.
Preço: 144,40 Reais
Nota: 90/100



O Gran Syrah 3 Valleys, como o próprio nome diz é a junção dos 3 vales anteriores.
Um corte com 100% de Syrah de 3 vales diferentes.
É o mais intenso no nariz.
Frutas vermelhas, pimenta negra, grafite, alcaçuz...
Na boca é encorpado, potente.
Taninos firmes, boa acidez e final longo.
Preço: 144,40 Reais
Nota: 91/100



O Mora Negra 2009 Finca Las Moras também é um super vinho.
Esse tem Malbec no corte (70%), com Bonarda (30%).
No nariz boa intensidade aromatica.
Notas florais, frutas vermelhas, terra, frutas secas.
Na boca é encorpado, potente, taninos que tomam conta da boca com textura granulada, interessante.
Boa acidez, bom equilíbrio.
Final longo.
Preço: 144,40 Reais
Nota: 92/100



Encerramos com o Finca Pedernal 2008.
Um Malbec 100% de San Juan.
Intenso no nariz.
Notas de amora, tabaco, grafite, ameixa preta, terra...
Complexo e jovem.
Na boca é encorpado, taninos finos com textura aveludada.
Bom equilíbrio, boa acidez e final longo.
Preço: 271,70
Nota: 93/100



Os vinhos são importados pela Decanter: http://www.decanter.com.br/vinhos/argentina/san-juan/r97



0 comentários:

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | hospedagem ilimitada gratis