Noticias, Entrevistas, Informações, Opinião
Tudo sobre o mundo do vinho!

terça-feira, agosto 26, 2014

Provei os vinhos da Caliterra e conversei com o enólogo Rodrigo Zamorano



O trabalho da Caliterra, que faz parte do grupo Chadwick, em Colchágua, é bastante focado no terroir e no trabalho do enólogo.
No encontro, promovido pela importadora Decanter, teve uma brincadeira interessante onde cada mesa elaborou um corte e rodrigo escolheu o que mais lhe agradou.
O melhor corte foi elaborado pelos amigos Álvaro Galvão, Jeriel da Costa, Ney Ayres e Renato Frascino.
Provei os vinhos Tributo e os cortes da Edição Limitada.



O Tributo Single Vineyard Sauvignon Blanc 2012 - Leyda, é um vinho com boa intensidade aromática.
Lima, maracujá, pólvora, louro...
Na boca tem ótima acidez (alta), corpo médio, potente, cremoso e boa persistência.
Importador: www.decanter.com.br
Preço: 88 Reais
Nota: 90/100



O Caliterra Tributo Carménère 2011, tem uma pequena quantidade de Malbec e Petit Verdot.
Uma temperada, digamos assim.
Passou por barricas francesas (80%) e americanas (20%).
Tem boa intensidade aromática, notas de cereja, mirtilo, tabaco e café.
Na boca é encorpado, tem os taninos doces, textura macia, notas de pimentão em conserva.
Bom equilíbrio e boa persistência.
Importador: www.decanter.com.br
Preço: 88 Reais
Nota: 91/100



O Tributo Cabernet Sauvignon 2011 tem uma pequena quantidade de Petit Verdot e Cabernet Franc. Mais um tempero, como gosta o enólogo Rodrigo Zamorano.
No nariz um pouco menos intenso que o anterior.
Notas de cassis, tabaco, violeta, pimentão...
Na boca é encorpado, taninos macios, acidez alta.
Equilibrado.
Boa persistência.
Importador: www.decanter.com.br
Preço: 88 Reais
Nota: 90/100



Passamos para a linha Edicion Limitada.
O Corte "A" (Andino), tem Carménère (65%), Malbec (32%) e Petit Verdot (3%).
Intenso no nariz.
Limpo.
Notas de violeta, ameixa, amora, pimenta e chocolate...
Na boca é encorpado, taninos com textura macia.
Fresco, boa acidez, equilíbrio e elegância.
Boa persistência.
Importador: www.decanter.com.br
Preço: 165 Reais
Nota: 93/100



O Caliterra Edicion Limitada Corte "M" (de Mediterrâneo), tem as variedades Syrah (91%), Viognier (6%) e Petit Verdot (3%).
Uma curiosidade é que a Viognier é branca, mas o corte com tintos é comum na França.
Nariz intenso.
Notas florais, ervas aromáticas, frutas vermelhas e negras.
Na boca é encorpado, é o que mostra mais taninos (finos e com textura macia), boa acidez e um final persistente com notas de especiarias doces.
Importador: www.decanter.com.br
Preço: 165 Reais
Nota: 92/100



O Caliterra Edicion Limitada Corte "B" (Bordalês) 2010 - Cabernet Sauvignon (74%), Petit Verdot (13%), Merlot (9%) e Cabernet Franc (4%).
O menos intenso no nariz.
Amora, cassis, mirtilo, pimenta e violeta.
Na boca é encorpado, elegante, taninos macios, boa acidez e equilíbrio.
Final persistente.
Importador: www.decanter.com.br
Preço: 165 Reais
Nota: 90/100


Conversei com o enólogo Rodrigo Zamorano sobre a diversidade do Chile;




Provei também o top da vinícola, o Cenit.
Mas esse eu deixo para um post separado.

0 comentários:

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | hospedagem ilimitada gratis