Noticias, Entrevistas, Informações, Opinião
Tudo sobre o mundo do vinho!

segunda-feira, outubro 27, 2014

Vertical incrível do Caballo Loco...



Em Março deste ano, eu provei pela primeira vez uma vertical do Caballo Loco, lá na Valdivieso, no Chile.
http://bit.ly/1eRSxb5
Ná época, provei os números: 4, 9 e 15.
Neste mês, a importadora Ravin promoveu em São Paulo uma vertical ainda maior, com os números: 2, 4, 7, 10 e 12.
Ou seja, só repeti o 4, que na prova de Março, tinha sido o melhor.
Agora você pergunta, porque o número e não a safra?
Porque esse vinho é elaborado com o vinho das safras atuais, misturado com vinhos de barricas de outros Caballo Loco, ou seja, diversas safras estão em uma garrafa.
O vinho Caballo Loco nasceu em 1994.
Provamos os vinhos na presença do criador, o neozelandês, Brett Jackson.



O número 2 foi o primeiro da prova.
Malbec, Cabernet Franc, Cabernet Sauvignon, Merlot e Pinot Noir.
Incrível para um vinho lançado no ano de 96 e que tem ainda vinhos mais velhos no corte.
No nariz tem média intensidade aromática e a cor vai do rubi no centro para um leve tijolo na borda.
Isso mostra a evolução.
No nariz notas de frutas vermelhas e negras bem maduras, geléia de frutas e até passas.
Violeta e baunilha completam o nariz.
Na boca os taninos tem textura macia e ainda se apresentam vivos, claro que sem muita intensidade.
Encorpado.
O vinho tem boa acidez, equilíbrio, notas de couro e caça.
Final longo
Importador: www.ravin.com.br
Vinho não disponível no mercado.
Nota: 92/100



O número 4 só foi para o mercado em 1999.
Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Syrah, Pinot Noir e Merlot.
No nariz média intensidade aromática.
Notas de amora, cereja preta, cassis, baunilha...
Na boca é mais potente que o anterior, tem bom equilíbrio, taninos finos e com textura de grãos finos, como se fosse um giz.
Encorpado.
Tem boa acidez e complexidade.
Importador: www.ravin.com.br
Vinho não disponível no mercado.
Nota: 93/100




O número 7 é bem diferente dos outros e foi um dos que mais gostei, diferente da maioria das pessoas que estavam na degustação. Isso prova que entre vinhos de alto nível, todos percebem a qualidade, mas o gosto pessoal conta os pontos.
Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Merlot e Malbec.
Média intensidade aromática no nariz.
Amora, mirtilo, eucalipto, coco queimado.
Na boca tem mais taninos, mas sempre com boa textura, grãos finos e macios.
Bom volume, equilíbrio, acidez e um final longo.
Encorpado.
Foi para o mercado em 2004.
Ainda deve evoluir.
Importador: www.ravin.com.br
Vinho não disponível no mercado.
Nota: 94/100

O número 10 chegou ao mercado em 2008. Sempre uma mistura de safras.
Outro vinho que gostei muito.
Cabernet Sauvignon, Malbec, Merlot e Carménère.
Média intensidade aromática.
No nariz amora, cassis, goiaba, café, chocolate amargo e canela.
Na boca tem volume, corpo, boa acidez, taninos com textura aveludada, boa estrutura, complexo.
Ainda jovem.
Final longo.
Importador: www.ravin.com.br
Vinho não disponível no mercado.
Nota: 94/100

O último da prova foi o número 12.
Vinho que foi para o mercado em 2011.
Cabernet Sauvignon, Malbec, Carménère e Merlot.
No nariz é o mais intenso.
Notas de amora, cassis, cedro, eucalipto, noz moscada, canela, café...
Um vinho para quem gosta da presença de madeira no nariz e na boca.
Na boca é encorpado, taninos finos com textura aveludada, boa acidez, estrutura.
Deve envelhecer bem.
Bastante jovem ainda.
Final persistente.
Importador: www.ravin.com.br
Vinho não disponível no mercado.
Nota: 91/100

O vinho disponível no importador é o número 15 http://www.ravin.com.br/vinho-valdivieso-caballo-loco-15-tto , que provei na degustação que fiz em Março http://bit.ly/1eRSxb5 e custa 386 Reais.



0 comentários:

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | hospedagem ilimitada gratis