Noticias, Entrevistas, Informações, Opinião
Tudo sobre o mundo do vinho!

quarta-feira, março 04, 2015

As boas surpresas do Encontro de Vinhos - Por Paulo Sampaio



Dia 2 de março último, na Casa do Porto (SP), participei da prova para escolha dos Top 5 do Encontro de Vinhos no RJ. Ao todo, degustei 27 amostras (metade do painel), cuja avaliação variou de 84,5 a 88,5 pontos, o que as coloca na categoria de vinhos considerados bons. Antes de falar sobre minhas preferências e impressões, destaco os grandes vencedores da noite, dos quais provei somente 2 (Guatambu Rastro do Pampa Cabernet Sauvignon 2013 e Norton Reserva Malbec 2011):



1º lugar: Leopoldo 2007 - Santa Catarina (Brasil)
2º lugar: Pêra-Grave Reserva 2011 - Alentejo (Portugal)
3º lugar: Guatambu Rastros do Pampa Cabernet Sauvignon 2013 - Campanha Gaúcha (Brasil)
4º lugar: Norton Reserva Malbec 2011 - Mendoza (Argentina)
5º lugar: Norton Privado 2011 - Mendoza (Argentina)


Agora, meus vinhos preferidos, em ordem alfabética (nome do produtor):


Bodegas Argenceres Lágrima Malbec Reserva 2010 - Mendoza (Argentina) 
Casa Valduga Gran Raízes Corte 2010 - Campanha Gaúcha (Brasil)
Chozas Carrascal Las Ocho 2010 - Utiel Requena (Espanha)
Dunamis Tannat 2012 - Campanha Gaúcha (Brasil)
Familia Schroeder Saurus Barrel Fermented Pinot Noir 2012 - Patagônia (Argentina)
Luiz Argenta Merlot 2009 - Serra Gaúcha (Brasil)
Terrazas Single Vineyard las Compuertas Malbec 2010 – Mendoza (Argentina)


Como houve empates ou notas muito próximas, destaquei 7 exemplares: 3 argentinos, 3 brasileiros e 1 espanhol.


Me chamou a atenção o equilíbrio dos malbec argentinos, vinhos que até poucos anos atrás eram conhecidos por sua potência excessiva, doçura e muitas vezes agressividade no paladar. Desta vez, tanto o Terrazas como o Argenceres mostraram que é possível produzir vinhos com personalidade a partir da malbec, mas fáceis de beber, agradáveis e equilibrados. 


O outro comentário que gostaria de fazer é sobre os exemplares nacionais, que se saíram muito bem perante vinhos de bons produtores da América do Sul e Europa. Destacaram-se pela elegância e equilíbrio. Vinhos gostosos, bem feitos, que mostram uma evolução rápida e disseminada da qualidade do que produzimos não apenas na Serra Gaúcha, mas em outras regiões do Sul do país. Mantida essa tendência, não duvido que no Encontro de Vinhos de 2020 a lista dos Top 5 tenha vinhos nacionais em sua maioria.

Paulo Sampaio é jornalista, enófilo e vice-presidente da Sbav - Associação Brasileira dos Amigos do Vinho

0 comentários:

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | hospedagem ilimitada gratis