Noticias, Entrevistas, Informações, Opinião
Tudo sobre o mundo do vinho!

segunda-feira, junho 29, 2015

Leonardo queria ser Da Vinci e acabou atravessando o espelho... - Conto



Leonardo não tinha esse nome por acaso. 
E não era por acaso que ele passava algumas horas por semana no museu do Louvre vendo a Monalisa. 
Seu pai era um grande especialista em artes e passou junto com o nome, ensinamentos que devem acompanhar Leonardo até o final da vida. 
A grande obsessão de Leo era descobrir o motivo do sorriso da Gioconda. Pesquisas, entrevistas, suposições, nada era capaz de revelar o segredo. 
A arte era uma desculpa para abandonar a gerencia da maior loja de vinhos de Paris e passar algumas horas em transe. 
Nem é preciso dizer que era apaixonado e uma verdadeira enciclopédia sobre os vinhos italianos. 
Passar pelo menos uma hora diante do sorriso da Gioconda era além de uma terapia, uma viagem no tempo. 
Monalisa seria o próprio Leonardo (o Da Vinci)? Seria uma irônica que ria das imbecilidades humanas? Seria uma alma viva que atravessava séculos sorrindo e pensando: perdoai-vos, eles não sabem o que fazem… 
Naquele dia em especial Leo teve a certeza que ela era o passado, o presente e o futuro. 
Olhou para os lados e via a quantidade de selfies, cameras, euforia… 
Gente que pouco sabia o que estava vendo. 
Ao seu lado um mexicano gravava tudo que via em um celular. 
Nesse dia Leonardo estava especialmente decepcionado com Elisabetta. 
A milanesa saiu de casa fazia uma semana e disse que jamais voltaria. 
A Gioconda ria. 
Leonardo tinha uma relação de amor e ódio com o quadro. 
Para ele uma alma viva. 
A vontade era de esbravejar, ofender, atravessar a dimensão e tirar satisfações com a sorridente misteriosa. 
-Você sabe exatamente do que estou rindo. 
-Gioconda!!! 
-Quantas vezes você sabia que não estava fazendo a coisa certa e mesmo assim seguiu em frente? 
-è vero… 
-Quantas vezes olhou para meu rosto e percebeu o recado e mesmo assim insistiu… 
Otário!!! 
-Monsieur…Monsieur… Le musée est fermé… 
Ufa!!! 
Era um sonho? Um pesadelo? 
Leonardo deixou o museu relaxado… 
Triste por Elisabetta, por ele mesmo, mas feliz por ter desvendado o mistério. 
A Gioconda vive e ri de todos nós…


0 comentários:

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | hospedagem ilimitada gratis