Noticias, Entrevistas, Informações, Opinião
Tudo sobre o mundo do vinho!

segunda-feira, agosto 15, 2016

Um bate e volta para Mendoza e a co-fermentação da Vicentin.





Foi nesse cenário que chegamos até a Carola Tizio, filha do grande Carlos Tízio, o primeiro mendocino a cursar na universidade de Davis, na Califórnia.
O assunto principal foi a co-fermentação.
Explico.
Normalmente se colhem as uvas e fermentam cada variedade em um tanque, antes do corte.
Exceções existem, como por exemplo, os produtores do douro, que usam parcelas de vinhas velhas plantadas diversas variedades juntas e vinificam todas no mesmo tanque e colhem todas juntas, mesmo que alguma tenha maturação mais adiantada ou atrasada.
Em Mendoza, Matías Michelini, faz alguns vinhos (o Demente é um deles), com as variedades fermentando juntas.
Carola é bem técnica, bem confiante nos trabalhos que participou na universidade de Davis, e foi isso que descobrimos em Agrelo.
Veja a reportagem, que fiz junto com o amigo Breno Raigorodsky, que inclusive, narrou a reportagem:





0 comentários:

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | hospedagem ilimitada gratis