Noticias, Entrevistas, Informações, Opinião
Tudo sobre o mundo do vinho!

segunda-feira, julho 24, 2017

Borgonha promete 4 cidades do vinho para 2019.






Os dirigentes da região da borgonha juram que o projeto é antigo, mas quem conhece a rivalidade entre Bordeaux e Borgonha sabe que a inauguração da Cité du Vin, em Bordeaux, no mínimo, apressou bastante o projeto bourguignon.
Talvez a diferença principal do projeto da Borgonha seja o foco mais preciso na região, enquanto a Cité du Vin em Bordeaux tem uma visão mais global da produção de vinho.
Na Borgonha não será uma Cité du Vin, serão 4.
3 estão no projeto do BIVB (Bureau Interprofessionnel des Vins de Bourgogne), que é o gabinete oficial que cuida dos interesses dos produtores da região.
Os 3 projetos serão divididos em 3 sedes: Beaune (côte-d'Or), Mâcon (Saône-et-Loire) e Chablis (Yonne).
A Cité de Macôn terá 1900 metros quadrados, com um investimento de 3,9 milhões de euros.
Em Chablis, a Cité ficará num antigo mosteiro ao custo de 2,2 milhões de euros.
Em Beaune a Cité terá um projeto urbanístico próprio, ocupando 15 hectares bem na saída da autoestrada A6.
Serão 3600 metros quadrados numa torre de 22 metros, numa operação de 10,5 milhões de euros.
No espaço terá uma loja, uma escola de formação superior, focada aos mercados de luxo, uma recepção capaz de receber 1200 pessoas, 2 restaurantes e um hotel 5 estrelas deve ser construído ao lado.






A quarta Cité (a do vídeo), não é ligada aos organizadores do BIVB, mas vai acolher a École des vins de Bourgogne, que é ligada ao BIVB e será dedicada também à gastronomia. Será a Cité de la Gastronomie et du Vin de Dijon, financiado pela prefeitura da cidade.
Serão 1700 metros quadrados com uma escola de cozinha, cinemas (2000 cadeiras), um hotel 4 estrelas com 125 quartos e um investimento total de 30 milhões de euros só na Cité.
É esperar e se programar para ver...

0 comentários:

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | hospedagem ilimitada gratis