Noticias, Entrevistas, Informações, Opinião
Tudo sobre o mundo do vinho!

terça-feira, junho 26, 2018

Borandes 2013 - Vale de Maipo - Chile






É o Bordeaux dos Andes.
Pelo menos é a ideia dos produtores, já explicada na garrafa que coloca desenhos representando as duas regiões.
Tão distante e tão próximas.
O Chile guardou a Carménère, que é originária do Médoc, além de produzir excelentes Cabernet Sauvignon, que podem ser muitas vezes comparados aos grandes vinhos de Bordeaux.
O corte, além da Carménère, que entra com apenas 6% (para quem aprecia os cortes, isso não é pouco se avaliarmos a diferença que pode dar ao blend final), 24% de Cabernet Franc e 70% da Cabernet Sauvignon.
O vinho tem 5 anos e está jovem.
No nariz as notas de cassis, cereja, tabaco, ervas aromáticas e cacau.
Passou 18 meses em barricas francesas (70% novas e 30% de segundo uso).
Na boca é ao mesmo tempo encorpado, potente e elegante.
Os taninos são extremamente macios, a acidez em perfeito equilíbrio e o sabor intenso.
As notas frutadas e um toques de chocolate e charuto deixam o vinho irresistível para o segundo, terceiro, quarto gole...
Não tem nada atrapalhando.
O álcool comportado, apesar dos 14,4% indicado na garrafa.
É persistente e fresco.
Às cegas eu diria que é mais Bordeaux do que Andes.
Vale guardar por mais tempo.
Nota: 93
O vinho foi importado para o Brasil, mas como tinha essa garrafa guardada na adega, não sei onde é possível encontrar e nem o preço (acredito quem em torno de 300 reais).

0 comentários:

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | hospedagem ilimitada gratis